28 de setembro de 2021 Atualizado 21:52

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

ATÉ SEGUNDA-FEIRA

Justiça autoriza saidinha de 3,8 mil detentos da região de Campinas

Em Hortolândia e Sumaré são mais de 1,8 mil detentos beneficiados com a medida; unidade localizada em Americana não teve saidinha

Por Pedro Heiderich

17 jun 2021 às 18:30 • Última atualização 17 jun 2021 às 19:54

Penitenciária em Hortolândia; quase dois mil internos da cidade terão saidinha – Foto: Arquivo / O Liberal

A Justiça autorizou nesta terça-feira (15) a “saidinha” de 3,8 mil internos do Complexo Penitenciário Campinas–Hortolândia. Eles têm até segunda-feira (21) para retornar.

Desde 2019, a Justiça autoriza a saída por uma semana de internos anualmente em janeiro, março, junho, setembro e dezembro.

Nas unidades prisionais da RPT (Região do Polo Têxtil), em Hortolândia e Sumaré, foram autorizados para a “saidinha” mais de 1,8 mil internos. Na unidade de Americana, nenhum.

A saída temporária, conhecida como “saidinha” é um benefício previsto em lei e depende de autorização judicial.

Os condenados que cumprem pena em regime semiaberto, de bom comportamento, podem obter autorização para saída temporária para visitar familiares.

As “saidinhas” são comuns também em datas comemorativas.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo) no Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia, foi deferida a saída de 3.842 internos. Em Americana, que tem CDP (Centro de Detenção Provisória), não houve saída.

Só é autorizada a saída de internos com comportamento adequado e cumprimento mínimo de um sexto da pena, se o condenado for primário, e um quarto, se reincidente.

Das três penitenciárias de Hortolândia, foram autorizados a sair 1.746 internos. Da unidade de Sumaré, são 159. Das unidades de Campinas, são 1.937 internos.

Publicidade