Hospital Municipal de Americana fez 3,3 mil atendimentos por dia – O Liberal

Hospital Municipal de Americana fez 3,3 mil atendimentos por dia

Plataforma criada pelo TCE revela que o hospital fez mais de 600 mil procedimentos no primeiro semestre de 2019; ferramenta reúne estatísticas


O Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, realizou 604.193 procedimentos ao longo do primeiro semestre de 2019. Isso equivale a uma média de 3.356 atendimentos por dia. Esse número inclui consultas, exames e cirurgias.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana

A estatística consta em uma plataforma lançada pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) de São Paulo. Batizada de Painel da Saúde, a ferramenta tem como objetivo traçar um raio-x dos hospitais municipais e estaduais.

O HM é o segundo no Estado com mais procedimentos com finalidade diagnóstica dentro da categoria de hospitais municipais de médio porte. Foram realizados 449 mil atendimentos classificados dentro dessa categoria, que consistem em exame laboratoriais em geral e exames de imagens.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Hospital Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia, em Nova Odessa

À frente, só Hospital Municipal de São Vicente, na Baixada Santista, que realizou 533 mil procedimentos diagnósticos.

A Secretaria Municipal de Saúde explica que o HM absorve toda a demanda das unidades municipais, o que o torna um laboratório referência na rede pública.

Foto: Arquivo / O Liberal
Hospital Mário Covas, em Hortolândia

Pela importância à cidade, o local tem recebido investimentos. Desde 2018, houve a substituição dos pisos de circulação do hospital (R$ 225 mil) e a conclusão do novo pronto-socorro (R$ 3 milhões), em fase final, ambas as obras com recursos estaduais e contrapartidas do município.

Repasses federais também possibilitaram a reforma da Ala 1, com troca da rede elétrica e hidráulica, reforma de sanitários, troca de piso, forro e pintura (R$ 394 mil), revitalização da lavanderia e novos equipamentos (R$ 5 milhões).

Foto: Arquivo / O Liberal
Hospital Estadual de Sumaré

A prefeitura destacou que o Fundo Social levantou recursos para uma sala de espera para crianças na recepção, banheiros e brinquedoteca (R$ 45 mil).

PLATAFORMA

O Painel da Saúde foi criado pelo TCE a partir da compilação de bancos de dados. O objetivo é que seja uma ferramenta, com atualização semestral, para que se possa cobrar bom atendimento.

“A ideia é que a população possa olhar os principais indicadores, como médicos e quantidade de leito, e até mesmo verificar os equipamentos que o hospital tem e exigir que sejam usados”, explicou o diretor de tecnologia da informação do TCE, Fábio Correa Xavier.

Além do HM, também estão na plataforma os hospitais municipais de Nova Odessa e Hortolândia, além do estadual de Sumaré. O Painel da Saúde não inclui hospitais filantrópicos.

Raio-X dos hospitais

Números reunidos em plataforma do Tribunal de Contas do Estado correspondem ao período entre janeiro e junho de 2019

  • Dr. Waldemar Tebaldi (Americana)
    Porte: médio
    Médicos: 243
    Procedimentos*: 604 mil
    Óbitos: 178
    Taxa de
    mortalidade: 6,88%
  • Dr. Acílio Carreon Garcia (Nova Odessa)
    Porte: médio
    Médicos: 149
    Procedimentos: 154.878
    Óbitos: 47
    Taxa de
    mortalidade: 6,9%
  • Mário Covas (Hortolândia)
    Porte: médio
    Médicos: 195
    Procedimentos: 347.714
    Óbitos: 137
    Taxa de mortalidade: 5,17%
  • Hospital Estadual de Sumaré
    Porte: grande
    Médicos: 296
    Procedimentos: 128.768
    Óbitos: 264
    Taxa de
    mortalidade: 3,23%.
LIBERAL VIRTUAL Acesse agora