Grupo de fugitivos rouba ônibus em Rafard e 8 descem em Americana

Detentos do CPP de Porto Feliz fugiram em meio à série de rebeliões ocorridas depois que o governo suspendeu as saídas temporárias


Oito fugitivos do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Porto Feliz que roubaram um ônibus em Rafard desembarcaram na região central de Americana na manhã desta terça-feira (17). A informação é da Guarda Municipal de Campinas, que apreendeu o veículo e prendeu dois homens, que mantinham quatro pessoas reféns.

No total, eram 11 fugitivos – além dos oito de Americana e dos dois presos, um desembarcou em Campinas, na região do bairro Taquaral. Ainda não há informações sobre recaptura dos homens que desceram em Americana.

Foto: GCM / Divulgação
Fugitivos renderam trabalhadores rurais e obrigaram motorista a vir até a cidade

Segundo o inspetor Márcio Frizarin, comandante da Guarda de Campinas, cerca de 100 pessoas fugiram da unidade prisional de Porto Feliz, e aproximadamente 60 foram recapturados em Capivari. A fuga aconteceu em meio à série de rebeliões ocorridas depois que o governo estadual suspendeu as saídas temporárias como forma de prevenção ao contágio pelo coronavírus.

O grupo abordou as vítimas, dois trabalhadores rurais e dois motoristas, por volta de 5h30, quando eles esperavam os outros funcionários para levá-los ao trabalho na lavoura.

Os fugitivos obrigaram um dos motoristas a dirigir e uma das vítimas teve de pagar o pedágio na Rodovia Anhanguera, em Nova Odessa. Frizarin disse não saber se os homens que desembarcaram em Americana moram no município.

Depois de deixar os oito em Americana, o ônibus seguiu para Campinas, no Taquaral, onde mais um homem desceu. A Guarda começou a perseguir os criminosos ainda em Campinas, na Anhanguera. O ônibus só parou em Valinhos, ainda na rodovia.

Com os dois presos, foram apreendidos uma cartucheira calibre 16 com uma munição, uma réplica de arma de fogo, uma pistola de vacina de gado e uma faca.

As vítimas não foram agredidas e passavam bem. Os celulares deles foram roubados.

A SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) informou que, até as 13h30, 281 dos 594 fugitivos do CPP de Porto Feliz foram recapturados, mas não esclareceu se os que desembarcaram em Americana estão entre eles.

A unidade abriga homens em regime semiaberto – sistema em que o detento pode sair para trabalhar ou estudar durante o dia e volta.

Segundo a Secretaria, a situação foi controlada em Porto Feliz e também nos CPP de Tremembé e Mongaguá, onde houve rebeliões. Nas três unidades, foram 1.389 fugitivos (a SAP realiza contagem para determinar o número exato), dos quais 573 haviam sido recapturados até as 13h30.

Esse grupo de presidiários em regime semiaberto tem direito a cinco saídas temporárias por ano. A saída prevista para esta terça-feira foi suspensa em função do coronavírus. “A medida foi necessária, pois o benefício contemplaria mais de 34 mil sentenciados do regime semiaberto que, retornando ao cárcere, teriam elevado potencial para instalar e propagar o coronavírus em uma população vulnerável, gerando riscos à saúde de servidores e de custodiados”, informou a SAP, em nota.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição desta semana do podcast “Além da Capa” fala sobre a pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, e seus impactos nas cidades que fazem parte da RPT (Região do Polo Têxtil). Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora