15 de janeiro de 2021 Atualizado 22:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Estelionato

Golpe da venda de veículos pela internet faz vítimas na região

Em dois casos distintos, vítimas perderam R$ 4,8 mil e R$ 20 mil nos golpes, aplicados por meio da plataforma OLX

Por Paula Nacasaki

20 nov 2020 às 11:53

O golpe da venda de veículos anunciados na plataforma OLX fez novas vítimas na região, segundo informações policiais obtidas pelo LIBERAL na manhã desta sexta-feira (20).

As vítimas foram um morador de Americana, que perdeu R$ 20 mil, e outro de Santa Bárbara d’Oeste, que teve um prejuízo de R$ 4.861,00. Eles procuraram a polícia para denunciar os casos. As contas bancárias usadas nas transferências do dinheiro são do Estado da Bahia, porém não confirmação pela polícia de que os casos estejam relacionados.

Os dois casos foram registrados na delegacia de Americana – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

No caso do morador de Americana, um supervisor de 33 anos explicou que viu na OLX um anúncio de venda de um Nissan Kicks no valor de R$ 58 mil reais e se interessou.

Ele começou a fazer negociações com o suposto comprador pelo WhatsApp. Contou que por volta de 8h50 desta quinta-feira os estelionatários mandaram fotos de transferência do veículo e contrato de compra e venda reconhecidos pelo cartório.

O supervisor acreditou nos golpistas e transferiu R$ 5 mil reais e posteriormente realizou um PIX no valor de R$ 15 mil reais. Como as transações bancárias foram instantâneas, os estelionatários receberam o dinheiro e romperam contato com a vítima.

Já no segundo caso, o golpista intermediou a compra de um carro entre um homem de 41 anos, morador do Jardim Santo Antônio, e um autônomo de 51 anos, residente no Jardim Jacyra, ambos bairros em Santa Bárbara.

Nesse caso do morador barbarense, o golpe funciona da seguinte maneira: o estelionatário se passa como um mediador da venda e consegue enganar, ao mesmo tempo, o vendedor do carro e o comprador. Para um ele diz que o pagamento deve ser feito a ele e para o vendedor, afirma que levará um interessado na proposta. Nesta história de intermediador da venda, ele recebe o dinheiro do comprador, mas não repassa ao vendedor.

Foi o que aconteceu ontem com a vítima do golpe em Santa Bárbara d’Oeste. O interessado em comprar o veículo realizou uma transferência de R$ 4.861 a este terceiro. Como o valor não chegou ao real vendedor, o veículo não foi liberado ao comprador.

A OLX se manifestou por meio de nota e disse que “não identificou evidências de que os casos tenham ocorrido na plataforma e reforça que está à disposição das autoridades para colaborar na apuração dos fatos”.

A plataforma esclareceu ainda que disponibiliza um “espaço democrático” em que os usuários possam anunciar e comprar produtos e serviços de forma rápida e simples. “Caso o usuário perceba que nossas políticas estão sendo infringidas, contamos também com a sua denúncia para investigar anúncios irregulares e removê-los”, informou a empresa

Publicidade