Frio reduz estoques no Banco de Leite da Maternidade de Campinas

São necessários 200 litros por mês para atender a demanda, mas banco conta apenas com 133 litros em estoque; veja como ajudar


O Banco de Leite Humano da Maternidade de Campinas lançou um apelo por doações. Por conta da queda nas temperaturas, os estoques caíram. Segundo a unidade, o ideal seriam 200 litros mensais para suprir a necessidade da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal. Contudo, a média tem sido de apenas 133 litros, o que representa apenas 66,5% da quantidade necessária para o atendimento aos bebês prematuros.

Foto: Vera Longuini/Divulgação
Banco de Leite está em busca de doações após queda nos estoques

Cada litro de leite materno doado pode alimentar até dez bebês por dia. A UTI Neonatal do hospital conta com 40 leitos, dos quais 22 são destinados à saúde pública. Com a queda nas temperaturas, a doação costuma cair entre 30% e 50%.

Como doar

De acordo com o Banco de Leite, as mães que desejarem doar precisam estar saudáveis, amamentando o próprio filho e ter uma produção excedente de leite após a mamada. Além disso, é necessária a realização de exames de sorologia para sífilis, hepatites B e C, doença de Chagas, HTLV (Vírus Linfotrópico da Célula Humana) e HIV (Aids).

O hospital oferece às mães os testes, que podem ser feitos às segundas-feiras, das 13h às 15h, no ambulatório do hospital. É necessário apenas fazer o agendamento prévio.

“As doações também podem ser retiradas nas residências das mães que moram em outros municípios da Região Metropolitana de Campinas. Nesse caso, a coleta na residência é feita pelo motorista da Maternidade, acompanhado por uma técnica de enfermagem do Banco de Leite, de segunda a sexta-feira. Todo material para a coleta e estocagem – que podem ser feitas pela doadora em sua própria residência – é fornecido pelo Banco de Leite”, indicou a instituição.

O contato pode ser feito diretamente com o Banco de Leite pelo telefone (19) 3306-6039 para o preenchimento do cadastro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora