Fiéis comemoram renúncia de dom Vilson com fogos

Comemoração ocorreu depois da missa das 12h, na escadaria da basílica; membros da igreja falam em uma "grande vitória"


Vídeo:

Um grupo de 15 fiéis comemorou a renúncia do bispo dom Vilson Dias de Oliveira, da Diocese de Limeira, soltando fogos na frente da Basílica Santuário Santo Antônio de Pádua, em Americana, no começo da tarde desta sexta-feira (17). O pedido de renúncia foi aceito pelo papa Francisco nesta sexta.

A comemoração ocorreu depois da missa das 12h, na escadaria da basílica. De acordo com o comerciante Anderson Bernanrdo, um dos membros do CAE (Conselho Administrativo e Econômico) da igreja, a renúncia do bispo foi uma “grande vitória” para a comunidade.

“Foi um agradecimento também a Santo Antonio. A gente acredita que foi a mão dele que deve ter abençoado. Aqui de baixo não estamos conseguindo ajuda em nenhum lugar”, afirmou Bernardo.

Gritos de “fora, Leandro” também foram entoados, em referência ao padre Pedro Leandro Ricardo, reitor afastado da basílica por denúncias de abusos sexuais. Dom Vilson é investigado pela polícia por supostamente interferir em apuração de casos de abusos e tentativa de extorsão.

Um inquérito foi aberto em 23 de janeiro para investigar os dois sacerdotes.

ENTENDA O CASO

A carta do dom Vilson Dias de Oliveira para renunciar ao cargo de bispo da Diocese de Limeira foi divulgada pelo Vaticano na manhã desta sexta-feira (17). A renúncia foi aceita pelo Papa Francisco, que também nomeou o arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, como administrador apostólico da Diocese de Limeira.

No documento, Vilson cita ataques que teriam ocorrido à ele, presbíteros e à Igreja de Limeira, mas não entra em detalhes. O antigo bispo diocesano credita sua renúncia ao “amor à Igreja de Cristo” e diz que está abdicando do posto “pelo bem da Diocese”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora