21 de maio de 2022 Atualizado 21:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

EDUCAÇÃO

Estado rompe contrato com empresa por falta de pagamento e 21 escolas ficam sem limpeza

Apesar de receber do governo, empresa estaria atrasando salário dos funcionários; Secretaria de Educação diz que já está em andamento a contratação emergencial de nova empresa

Por Pedro Heiderich

12 Novembro 2021, às 07h54 • Última atualização 12 Novembro 2021, às 08h59

Em Americana, Heitor Penteado é uma das escolas sem limpeza – Foto: Claudeci Junior / O Liberal

O Governo do Estado de São Paulo rompeu contrato com uma empresa por falta de pagamento e das 80 escolas da região, 21 estão sem funcionários de limpeza, sendo mais da metade delas em Santa Bárbara d’Oeste.

A Clarifto, terceirizada que contratava as equipes para limpar as escolas estaduais, é acusada pelo Estado de receber os pagamentos do governo e atrasar o pagamento dos salários e benefícios dos funcionários contratados.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A Secretaria de Educação diz que já está em andamento a contratação emergencial de nova empresa.

“Nesta quarta-feira (10), a Clarifto foi notificada da rescisão contratual. As aulas presenciais nas escolas não foram prejudicadas”, declarou a pasta, em nota.

A Secretaria de Educação foi indagada nesta quinta sobre sob responsabilidade de quem ficarão as limpezas das escolas que a Clarifto atuava na limpeza até a contratação de nova empresa, mas não houve resposta.

O LIBERAL não conseguiu contatar a Clarifto, responsável pela limpeza de 11 escolas estaduais em Santa Bárbara, 8 em Americana e 3 em Nova Odessa.

De acordo com o relato de funcionários das escolas, ainda não há previsão de volta das equipes de limpeza.

“Banheiros, bebedouros, refeitórios, salas e demais dependências estão sem higienização e com lixos transbordando.A orientação é ter aulas normais… Absurdo e falta de respeito com alunos, professores e funcionários”, desabafa um deles, que não quis ser identificado por medo de represálias.

Conforme apurado, a Diretoria Regional de Ensino informou aos diretores que até semana que vem uma nova empresa, que já está pré-aprovada, assumirá o serviço.

Confira a lista das escolas da região que estão sem limpeza:

EE. Alexandre Bassora
EE. Anna Maria L. De N. M. Barros
EE. Antonieta G. Lenhare
EE. Benedicta Aranha De Oliveira
EE. Comendador Emilio Romi
EE. Coronel Luiz Alves
EE. Dirceu Dias Carneiro
EE. Dorti Zambello Calil
EE. Elisabeth Steagal Pirtoucheg
EE. Fioravante Luis Angolini
EE. Heitor Penteado
EE. Irene De Assis Saes
EE. Jose Gabriel De Oliveira
EE. Juvelina De Oliveira Rodrigues
EE. Marcelino Tombi
EE. Maria Guilhermina L. Fagundes
EE. Maria Jose De M. Gobbo
EE. Niomar Ap. Mattos G. A. Gurgel
EE. Olympia Barth De Oliveira
EE. Romana De Oliveira S. Cunha
EE. Sinesia Martini

Publicidade