Estado prorroga convênios para obras de creches em Nova Odessa e Sumaré

Unidade em Nova Odessa terá capacidade para 150 crianças e deve ser entregue nas "próximas semanas"; creche de Sumaré não teve data divulgada


O Governo do Estado de São Paulo autorizou nesta terça-feira (2) a prorrogação de convênios para construção de 98 creches, duas delas localizadas em cidades da RPT (Região do Polo Têxtil): Nova Odessa e Sumaré. Como os contratos estavam vencidos, foi necessário renová-los para garantir a conclusão das obras.

A unidade de Nova Odessa está sendo construída no bairro Santa Luíza e terá capacidade para 150 crianças, de acordo com o Governo do Estado. A obra teve início em 2016 e, segundo a prefeitura, será entregue “nas próximas semanas”.

“Embora o Estado tenha renovado os convênios, a obra da creche já está 98% concluída. As chaves devem ser entregues pelo Estado para a prefeitura nas próximas semanas”, informou o Executivo municipal.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Nova Odessa
Prefeito Bill (esq.) vistoriou em março as obras da creche do Santa Luiza, em Nova Odessa

Já a creche de Sumaré começou a ser construída em 2018 no Jardim Lucélia, com capacidade para 130 crianças. Entretanto, não foi informada a previsão para conclusão. A Prefeitura de Sumaré foi questionada sobre o caso, mas não respondeu até a publicação desta matéria.

As prorrogações não poderão ultrapassar o período de dois anos, contados a partir da data de celebração dos respectivos aditivos, segundo o Estado.

Programa Creche Escola

As creches fazem parte do Programa Creche Escola. Para a viabilização da obra, os municípios devem apresentar um terreno compatível com um dos três modelos de plantas oferecidos pela Secretaria da Educação, que faz o repasse das verbas em sete parcelas.

O investimento para continuidade das obras das 98 creches será de R$ 174.332.165,13. Destas, 22 ficam na região de Campinas.

Desde a implantação do programa, em 2011, foram entregues 364 unidades e outras 256 estão em execução. Na região de Mogi Mirim, já foram entregues 11 unidades e outras quatro estão com obras em andamento com previsão de 520 novas vagas.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora