Estado anuncia R$ 7,4 milhões para combate a coronavírus na RPT

Recursos para Americana, Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré devem ser liberados a partir de 3 de abril, segundo o governador João Doria


O governo do Estado vai liberar R$ 7,4 milhões para combate ao novo coronavírus (Covid-19) para Americana, Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré. Os recursos fazem parte do pacote de R$ 218 milhões anunciado na tarde desta quinta-feira (26) pelo governador João Doria aos 80 municípios paulistas com mais de 100 mil habitantes.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

Os valores serão transferidos a partir de 3 de abril, segundo Doria. Americana vai receber R$ 1,896 milhão; Hortolândia recebe R$ 1,818 milhão; Santa Bárbara fica com R$ 1,540 milhão; e Sumaré será contemplada com R$ 2,228 milhões. O dinheiro deve ser usado para instalação de centros de triagem, atendimento a casos suspeitos de coronavírus e realização de testes, segundo o Estado.

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Recursos foram anunciados pelo governador João Doria

Os recursos foram definidos de acordo com a faixa populacional dos municípios. Cidades com população entre 100 mil e 300 mil habitantes, como essas quatro, recebem R$ 8 por habitante.

Podcast: Sete edições do Além da Capa para ouvir durante a quarentena

Nova Odessa, com população estimada em 60 mil pessoas, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), fica de fora deste primeiro grupo a receber recursos, mas Doria deve anunciar na segunda-feira (30) um pacote para os municípios com número de habitantes inferior a 100 mil.

Saiba tudo sobre o coronavírus, o que ele provoca e como se prevenir

“Estas 80 cidades com mais de 100 mil habitantes foram escolhidas para serem referência médico-hospitalar e seguindo orientação científica do nosso Centro de Contingência do Covid 19”, afirmou Doria durante entrevista coletiva na qual o anúncio foi feito.

Americana e Sumaré informaram que ainda não foram comunicadas oficialmente sobre o recurso. Hortolândia e Santa Bárbara não responderam.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora