30 de maio de 2020 Atualizado 21:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Entre abril e maio, casos cresceram 66% na região

Nesta terça-feira, Região do Polo Têxtil alcançou a contagem de 279 ocorrências e 22 mortes por Covid-19

Por Marina Zanaki

13 Maio 2020 às 08:51 • Última atualização 13 Maio 2020 às 13:24

A quantidade de casos positivos do novo coronavírus (Covid-19) na RPT (Região do Polo Têxtil) aumentou 66% entre 30 de abril e 12 de maio. No final do mês passado, a região tinha 168 casos confirmados e 13 mortes. Nesta terça, o número de positivos já saltou para 279, com 22 mortes.

O governo do Estado de São Paulo analisou a quantidade de casos em um período de 11 dias após quedas consecutivas no isolamento social nas semanas anteriores. A conclusão foi que a disseminação no interior paulista “disparou”.

Gráfico mostra a evolução dos casos nos municípios – Foto: Editoria de arte / O Liberal

Segundo levantamento da Secretaria de Desenvolvimento Regional, os casos no interior dobraram em 11 dias, saltando de 4.389 para 8.733. “Apresentamos hoje aquilo que há semanas atrás trouxemos como alerta para o interior do Estado, o crescimento de forma muito acelerada. A realidade que encontramos dispõe exatamente o que nós colocamos. O número de casos cresceu 99% ao longo dos últimos 11 dias”, disse o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, durante coletiva de imprensa nesta terça-feira (11), sem contar os dados atualizados ontem.

“Todas as regiões estão em crescimento, com aceleração de casos. É fundamental nesse momento que possamos seguir com medidas de isolamento social e utilização de máscaras”, declarou Vinholi.

Entre o primeiro caso confirmado na RPT, em 20 de março, e o 100° positivo, foram 34 dias. O número de positivos dobrou e alcançou a marca dos 200 depois de apenas 11 dias (em 5 de maio).

Nesse período, o Instituto Adolfo Lutz sofreu sobrecarga de testes, mas por meio de parcerias e compra de mais exames, conseguiu zerar a fila. Outro fator que passou a agilizar a obtenção dos resultados foi a disponibilidade dos testes rápidos nos laboratórios privados da cidade.

DETALHES. Até esta terça, eram 279 casos positivos na região e 22 mortes. Entre os confirmados, 100 estão em Hortolândia. A cidade também lidera nas mortes, com 12 vítimas fatais.

Sumaré tem 83 casos e três mortes. Americana registra 59 positivos e quatro mortos pela doença. Santa Bárbara d’Oeste tem 21 casos e uma morte. Em Nova Odessa, são 16 casos – três deles confirmados nas últimas 24 horas – e duas mortes.

FATAL. Americana informou nesta terça que investiga mais uma morte com suspeita para a doença. O paciente era um idoso de 81 anos que foi internado no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi na última sexta-feira (8). Ele apresentou abdômen distendido e dificuldade de respiração.

O paciente, que era diabético, teve piora do quadro clínico e faleceu no sábado (9). Caso se confirme, essa será a quinta morte provocada pela Covid-19 na cidade.

Podcast Além da Capa
A quarentena decretada no Estado de São Paulo para combater a proliferação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) completa 50 dias nesta semana. Com as restrições impostas, muitas pessoas tiveram a rotina, hábitos e até o convívio familiar alterado. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi, que ouviu moradores da região para entender como a pandemia mudou a dinâmica de suas vidas.