EMTU abre postos de atendimento a idosos para solicitar Cartão Bus+

Um dos pontos, em Americana, fica na garagem da Transportes Capellini, na Rua Padre Avelino Canazza, 251, na Vila Santa Catarina


A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) decidiu abrir nesta semana quatro pontos de atendimento específico na RMC (Região Metropolitana de Campinas) para usuários com mais de 65 anos que fazem uso do Cartão Sênior. Um dos postos fica em Americana.

A medida foi justificada pela EMTU como uma tentativa de aliviar o tamanho das filas para a confecção do cartão, já que desde o último dia 24 o transporte metropolitano passou a contar com o Cartão BUS+, que tem como principal característica unificar e substituir todos os bilhetes metropolitanos.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Fila de espera pelo serviço no Terminal de Americana

Um dos pontos, em Americana, fica na garagem da Transportes Capellini – Rua Padre Avelino Canazza, 251, Vila Santa Catarina, e estará aberto a partir de segunda-feira, das 8h às 17h. Há atendimento também no interior da rodoviária de Sumaré (na garagem da Boa Vista), em Hortolândia )Avenida Santana, 1.000, Jardim Amanda I) e no Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira em Campinas.

O tempo de espera para a confecção do cartão, que estava previsto para ser de, no máximo, 15 minutos, está ultrapassando uma hora em Americana.

Na terça-feira, a reportagem foi até o Terminal Metropolitano de Americana às 15h30 e contou 22 pessoas na fila. Todas elas portavam um número com senha, que indicava que elas seriam atendidas até o final do expediente, encerrado às 17h50.

“Eram 14h45 quando passaram distribuindo senha. Quem chega agora só pega folha para preencher em casa e entrega em outro dia o formulário”, explicou Luis Cesar, aposentado de 61 anos que estava na fila, há mais de uma hora, para entregar o papel preenchido. “Disseram que é normal a demora, que tem que assinar e preencher, mas o pessoal demora, tem que tirar foto também”, completou.

Uma outra mulher, que preferiu não se identificar, estava na fila também há mais de uma hora, acompanhada de uma idosa de 87 anos, ambas sem ter almoçado. “Devia ter uma fila preferencial, dividir entre quem vai trocar o cartão e quem vai resolver passe escolar. Não sei se o cartão novo vai ajudar, mas me falaram para fazer e eu fiz”, disse.

Sua acompanhante, assim como Luis Cesar, faz parte do grupo de pessoas que, de acordo com a EMTU, não precisa solicitar o cartão neste momento, já que os usuários do Cartão Sênior tem o transporte gratuito garantido por lei e podem usar um documento com foto ao invés do cartão.

Para não enfrentar filas, a sugestão da empresa é de que os idosos façam o cartão Bus+ após 30 de setembro, prazo em que os usuários do cartão Cidadão, Especial e Escolar têm para se adequar à mudança. A orientação também vale para aqueles que contam com o Vale Transporte, válido até 15 de novembro, e que não precisam ir até os pontos, pois a empresa contratante é responsável por fazer o cadastro online.

Nas filas existiam ainda os casos de pessoas que não tiveram acesso à informação pela internet para se inteirar sobre os prazos; os que ligaram para pontos de atendimento e receberam a informação incorreta; e os que vieram de outra cidade, com ponto do cartão Bus+, para fazer o cartão em Americana, como a reportagem observou no local.

Quando questionada, a EMTU informou que disponibilizou cartazes e busdoors colados nos ônibus para informar sobre os prazos e chamar atenção para a possibilidade de tirar dúvidas pelo site www.busmais.com.br.

* Maíra Torres, sob supervisão de Talita Bristotti.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora