09 de maio de 2021 Atualizado 19:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mobilidade

DER autoriza início das obras de duplicação da Rodovia José Lozano Araújo

Investimentos devem somar R$ 21,3 milhões e beneficiarão os municípios de Paulínia, Sumaré, Hortolândia e Campinas

Por Heitor Carvalho

28 abr 2021 às 13:53 • Última atualização 28 abr 2021 às 15:43

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) emitiu nesta segunda-feira (26) a primeira nota de serviço para início das obras de duplicação na Rodovia José Lozano Araújo, via que liga Sumaré a Paulínia.

O investimento do governo paulista será de R$ 21,3 milhões, com financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A rodovia será duplicada entre o km 1 e 2,8, beneficiando moradores de Paulínia, Sumaré, Hortolândia e Campinas.

Nos próximos dias, a empresa Heleno e Fonseca, vencedora do processo licitatório, vai montar o canteiro de obras e fazer medições. Em 10 dias, as obras poderão ser efetivamente iniciadas com maquinário pesado. A previsão é que a duplicação seja entregue no prazo de 18 meses.

O projeto de obras também prevê a implantação de passarelas e a reformulação de toda a sinalização, com a implantação de equipamentos de segurança, como defensas metálicas, barreiras de concreto e tachões refletivos.

“Nosso mapeamento de obras prioritárias aponta gargalos que carecem de investimentos para melhorar a vida das pessoas e a logística de nosso Estado. Essas obras na região de Campinas vão beneficiar o escoamento da produção e o abastecimento de grandes empresas instaladas às margens da rodovia, com forte perfil industrial”, afirma o vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia (DEM).

As obras na rodovia vão gerar 44 postos de trabalho, sendo 11 empregos diretos e 33 indiretos na região de Campinas. A orientação é que as empresas vencedoras usem mão de obra local.

“A região de Campinas é um importante corredor logístico por passa parte considerável da riqueza econômica do interior paulista”, afirmou o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Publicidade