Corredor Metropolitano vai reduzir viagem em 13 minutos

Deslocamento entre Americana e S. Bárbara vai durar 22 minutos, de acordo com a projeção do presidente da EMTU


Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Hoje, o tempo médio de deslocamento entre os dois terminais é de 35 minutos, segundo Lopes

A viagem entre o Terminal Metropolitano de Americana e a Rodoviária de Santa Bárbara d’Oeste vai ficar 13 minutos mais rápida a partir de agosto. A promessa é do presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), Joaquim Lopes, que nesta segunda-feira esteve na região com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para dar início à nova etapa de obras do Corredor Metropolitano Biléo Soares.

Hoje, o tempo médio de deslocamento entre os dois terminais é de 35 minutos, segundo Lopes. Depois que as obras necessárias estiverem prontas, este intervalo será de 22 minutos, segundo o presidente da EMTU em entrevista ao LIBERAL.

Para que o trajeto fique mais veloz, será necessário concluir as obras das avenidas da Fazenda e Laura Santos e a ponte sobre o Ribeirão dos Toledos (obra para a qual falta ainda uma autorização da Cetesb), em Santa Bárbara. Os novos caminhos se integrarão às avenidas Europa (em Americana) e São Paulo na extensão do corredor.

Uma linha-tronco vai começar a fazer o trajeto entre os dois terminais. A partir da próxima segunda-feira, esta linha vai operar, sem a redução do tempo ainda, já que as obras não estão ainda finalizadas.

Nesta segunda, o governo anunciou a entrega de 5 km de faixas exclusivas de ônibus entre Americana e Santa Bárbara (nas avenidas Europa e São Paulo) e duas estações de transferência e cinco paradas de ônibus. Porém, as estações anunciadas, São Paulo e Amizade, ainda não estão prontas. Segundo Lopes, falta a instalação de bancos e lixeiras. “Tem que fazer a limpeza fina. A obra está concluída. Tem que colocar os bancos, é um banco por estação, e (falta colocar) os recipientes de recolha de lixo”, citou.

Tudo deve estar em operação a partir de segunda-feira, de acordo com a previsão do presidente da EMTU.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Viaduto vem sendo construído na ligação da Ampélio Gazzetta com a Jean Nicolini, em Nova Odessa

Viaduto. Também parte do Corredor Metropolitano, teve início nesta segunda a obra do viaduto que vai interligar a Avenida Ampélio Gazzetta à Rodovia Astrônomo Jean Nicolini, em Nova Odessa. A intervenção viária deve ficar pronta no segundo semestre e a intenção é que acabe com congestionamentos e acidentes corriqueiros no local – hoje, para ir de Nova Odessa a Americana pela Ampélio Gazzetta, é preciso cruzar a rodovia. O viaduto custará R$ 2,7 milhões.

Em Hortolândia, o governador deu início à continuação da obra da Ponte Estaiada, que deve ligar o corredor à Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101). A promessa é que todo o trajeto de saída da ponte até a rodovia esteja pronto até dezembro.

Foto: Divulgação.JPG
Em Hortolândia, o governador deu início à continuação da obra da Ponte Estaiada
LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!