16 de junho de 2021 Atualizado 18:46

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

COMO ANDA O ESTOQUE?

Com doses reduzidas, cidades esperam por novos lotes de CoronaVac

Estoque de segunda dose em Americana deve acabar em uma semana; Hortolândia suspendeu imunização da vacina

Por Pedro Heiderich

14 Maio 2021 às 08:34 • Última atualização 14 Maio 2021 às 08:35

Com doses de vacinas contra o novo coronavírus (Covid-19) reduzidas, as cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) esperam por novos lotes de CoronaVac. O estoque da segunda dose em Americana deve acabar em uma semana. Sem imunizantes, Hortolândia suspendeu a aplicação da segunda dose, e Sumaré aguarda nova remessa.

A assessoria da Secretaria Estadual de Saúde revelou que as doses devem chegar aos municípios “em tempo oportuno, em quantidade idêntica para aplicação de primeira e segunda dose, levando em conta o público integral”.

A Prefeitura de Hortolândia suspendeu a aplicação da segunda dose da CoronaVac na manhã desta quinta, “por falta de envio de mais doses do imunizante pelo governo estadual”. Quem agendou, deve aguardar contato.

A Secretaria da Saúde do Estado rebateu e informou que enviou doses suficientes para aplicação da segunda dose da vacina a todos municípios do Estado. “Para Hortolândia foram enviadas 60,3 mil doses, e este registrou 47 mil aplicações na plataforma VaciVida, um ‘saldo’ de quase 13,2 mil doses que deveriam ter sido administradas pelo município”.

Estoque de CoronaVac está no fim nos municípios da região – Foto: Prefeitura de Santa Bárbara / Divulgação

A última remessa de CoronaVac que Hortolândia recebeu, segundo a prefeitura, foi em 27 de abril, com 1.260 doses. “O Estado vem transferindo todas as falhas aos municípios, é necessário reduzir a propaganda e melhorar a prática”, critica a prefeitura, que diz que a conta do saldo do Estado soma os dois tipos de vacina. “AstraZeneca temos, CoronaVac que falta”.

O LIBERAL perguntou às outras prefeituras da RPT a situação do estoque de CoronaVac. Americana informou que dispõe de aproximadamente 250 unidades para serem aplicadas em segunda dose.

“Esse estoque provavelmente dará para uma semana, com base nos agendamentos diários. A Vigilância Epidemiológica aguarda receber um lote para a segunda dose em idosos com 64 anos”. Em relação à primeira, há quantidade suficiente.

A Prefeitura de Sumaré afirma que recebeu CoronaVac suficiente para a aplicação da segunda dose dos profissionais da Educação. Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste não responderam.

Publicidade