30 de maio de 2020 Atualizado 21:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Cauê pede 64 respiradores para Região do Polo Têxtil

Por Marina Zanaki

01 Maio 2020 às 08:12 • Última atualização 01 Maio 2020 às 08:23


O deputado estadual e presidente da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), Cauê Macris (PSDB), enviou um ofício ao governador João Doria (PSDB) pedindo o envio de 64 respiradores para a RPT (Região do Polo Têxtil).

Deputado estadual e presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB) enviou ofício ao governador – Foto: Governo do Estado de SP/Divulgação

O governo estadual anunciou na última quarta-feira a importação de três mil respiradores da China, dos quais 500 devem chegar já neste final de semana para a cidade de São Paulo.

Os demais devem chegar gradativamente até o final de maio e serão distribuídos no Estado.

Para o cálculo do pedido de respiradores para a região, o deputado usou como critério a quantidade de habitantes da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e de cada município.

Considerando que a RMC tem 3,2 milhões de habitantes, o equivalente a 7% da população estadual, o deputado pediu ao menos 210 respiradores dos três mil adquiridos.

Pelos cálculos, Americana e Hortolândia poderiam receber, cada uma, 15 novos respiradores. Sumaré receberia 18. Santa Bárbara d’Oeste e Nova Odessa poderiam receber, respectivamente, 12 e quatro aparelhos.

“A destinação de respiradores para a região garante mais chances e segurança aos pacientes, e também mais condições de trabalho aos profissionais de saúde”, disse Macris.

O deputado reconhece que alguns municípios da região não têm instalações com UTI, onde o respirador poderia ser utilizado. A proposta é o encaminhamento dos aparelhos para hospitais de referência para a região. O Estado foi procurado, mas não informou se há uma definição sobre o pedido