Carro-forte da Protege é alvo de tentativa de assalto na SP-304

Suspeitos tentaram parar o veículo com tiros no km 149, que fica no limite com Santa Bárbara d'Oeste, mas não conseguiram e fugiram sem levar nada


Um carro-forte da empresa de transporte de valores Protege foi alvo de uma tentativa de assalto na noite desta terça-feira (13) na Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), altura de Piracicaba, no limite com Santa Bárbara d’Oeste. Os suspeitos tentaram parar o veículo com tiros, mas não conseguiram. Ninguém foi preso e não houve feridos.

De acordo com informações preliminares da PMR (Polícia Militar Rodoviária) de Piracicaba, o caso ocorreu por volta das 21 horas no km 149 da rodovia. O carro-forte seguia no sentido Piracicaba, quando dois carros não identificados se aproximaram e tentaram interceptá-lo.

Foto: Polícia Militar Rodoviária / Divulgação
Carro-forte da Protege foi alvo de tentativa de roubo

Os suspeitos efetuaram disparos, mas não conseguiram parar o veículo. Ainda de acordo com a PMR, o motorista do carro-forte conseguiu despistar os criminosos e seguiu direto para o plantão policial de Piracicaba.

Ao menos três agentes da Protege estavam no carro, mas nenhum deles ficou ferido. Os assaltantes fugiram sem levar nada.

O caso foi apresentado no 1º DP (Distrito Policial) de Piracicaba. Após o registro da ocorrência, o veículo foi liberado para a empresa, de acordo com uma escrivã do local. O LIBERAL tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da Protege, mas as ligações no telefone fixo e celular não foram atendidas.

Outro caso

Na noite do dia 11 de março deste ano, uma tentativa de roubo a carro-forte bloqueou os dois sentidos da SP-304, na altura do distrito de Tupi, em Piracicaba.

O ataque dos criminosos, que portavam armas de grosso calibre, ao veículo de transporte de valores aconteceu na altura do km 151 da rodovia. Na ação, foram usados “miguelitos” – espécie de prego para furar pneus – na pista na tentativa de atingir o carro-forte, que foi alvejado.

Os ladrões se dispersaram e teriam se escondido em matagais às margens da rodovia. Foram realizadas buscas por cerca de duas horas.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora