Associação ‘Somos Amigos’ faz trabalho com moradores de rua

Grupo conta com 30 voluntários para promover trabalho de entrega marmitas e roupas a moradores de rua em Americana e Santa Bárbara


Um grupo de amigos que atua aos domingos levando comida, roupas e outros itens de necessidades básicas a moradores de rua de Americana e Santa Bárbara d’Oeste. Essa é a Associação Somos Amigos, que hoje conta com cerca de 30 voluntários.

As visitas são feitas nas áreas centrais das duas cidades e ocorrem sempre aos domingos à noite. Cobertas, agasalhos, roupas, sapatos, água, café, marmita e pão estão entre os itens entregues. Acima disso, a atenção aos que estão em condição de rua.

Foto: Divulgação
Associação conta com cerca de 30 voluntários

“Se tem como tornar o dia do outro melhor de alguma forma, porque não fazer? Se tem como dar o alimento ao outro, por que eu não vou dar? Se eu tenho roupa no meu armário sobrando, por que não vou doar”, disse o engenheiro eletricista Marco Roza Filho, de 25 anos – ele é um dos voluntários.

O pai de Marco é quem prepara as marmitas que são entregues em Americana, contando com a ajuda de outras pessoas para conseguir os ingredientes e as embalagens. Durante todo o domingo, ele cozinha cada um dos pratos e os embala para serem doados durante a noite.

A iniciativa começou em julho do ano passado, por meio da participação de um grupo de amigos que já haviam atuado em outras ações envolvendo o voluntariado. Inicialmente, se restringia ao município americanense, mas foi expandida em setembro para Santa Bárbara.

Além das doações, é valorizado também o contato com os moradores de rua, afirma Marcos. “A gente sabe que estamos ressocializando eles de alguma forma. Eles recebem da melhor forma possível, eles gostam da conversa”.

As confraternizações semanais impulsionam a criação de laços entre voluntários e moradores. Wesley Zoppe, participante do projeto, cita que certa vez procurou um grupo de moradores de rua depois de um alagamento para saber como poderia ajudá-los.

Chegando lá recebeu de volta um convite para um café que eles haviam ganho naquele dia. Zoppe foi até a padaria para comprar uns pães e voltou a se reunir com eles. “A gente sentado, do lado da linha do trem, aquele tempo chuvoso, e a gente tomando café, comendo pão e contando piada”, contou.

Recentemente a associação sofreu com a desistência de uma parte de seus membros. Segundo Marcos, isso ocorreu porque muitos passaram a enxergar que as doações contribuíam para os moradores permanecerem em situação de rua, mas a baixa adesão foi superada pela organização.

Hoje, o lema do grupo é que se o trabalho voluntário salvar pelo menos uma vida, significa que ele valeu a pena. “Isso vem reforçando a gente a continuar com o trabalho e diminuir a desistência”, ressaltou Roza.

A Somos Amigos funciona também através de doações, que podem ser feitas em contato através do facebook.com/associacaosomosamigos. Basta enviar uma mensagem descrevendo como quer ajudar, que o voluntário mais próximo se dispõe a recolher o material na casa do doador.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora