26 de novembro de 2021 Atualizado 09:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

EDUCAÇÃO

Após rescisão por falta de pagamento, nova empresa assume limpeza nas escolas nesta sexta

Clarifto deixou de pagar salário e benefícios de funcionários; 21 escolas da região estão sem empresa para limpeza

Por Pedro Heiderich

19 nov 2021 às 09:39 • Última atualização 19 nov 2021 às 09:40

Após rescisão por falta de pagamento, uma nova empresa assume a limpeza em 21 escolas estaduais da região nesta sexta-feira (19). O Estado encerrou o contrato, no último dia 10, com a empresa Clarifto, contratada para o serviço, que havia deixado de pagar o salário e benefícios dos funcionários.

A categoria até cogitou uma paralisação, o que não aconteceu. A limpeza das escolas foi afetada e feita voluntariamente.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Segundo apurado pelo LIBERAL junto a professores e mães de alunos, a empresa RC Company, especializada em limpeza escolar, assume o serviço e vai contratar funcionários da Clarifto que queiram ficar. A reportagem não conseguiu contato com as duas empresas. 

A Secretaria de Educação informou que as escolas estão com a limpeza sendo feita, e que a previsão é de que a contratação da nova empresa seja oficializada e publicada na próxima edição do Diário Oficial do Estado. As aulas não foram afetadas, segundo o governo paulista.

Heitor Penteado é uma das 21 escolas da região afetadas – Foto: Claudeci Junior / O Liberal

Das 80 escolas estaduais da diretoria regional de ensino de Americana, 21 tinham o serviço de limpeza sob responsabilidade da Clarifto, sendo 11 em Santa Bárbara, oito em Americana (dentre elas, o Heitor Penteado), e três em Nova Odessa. 

Após os rumores de paralisação e a falta de pagamento dos funcionários, o Estado rescindiu o contrato da Clarifto em 10 de novembro, quando abriu contratação emergencial para substituta.

Desde então, colaboradores e pessoas do ambiente escolar tem feito a limpeza nas escolas.

Publicidade