Após alagamentos, previsão ainda é de chuva na região

Temporal durou cerca de uma hora e trouxe problemas aos municípios de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara


Um temporal com pouco mais de uma hora de duração provocou alagamentos na RPT (Região do Polo Têxtil). Ruas, avenidas, estradas e casas de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste foram atingidas. Até o fechamento desta edição, a Defesa Civil dos municípios não havia divulgado um balanço final sobre os estragos causados.

As chuvas fortes das últimas horas e a previsão de mais temporais para hoje colocaram a Defesa Civil de Americana em alerta para o risco de mais alagamentos. O alerta para chuvas pesadas na região foi emitido pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Estado.

Em Americana, um dos bairros mais atingidos foi o São Manoel, onde o córrego que leva o mesmo nome transbordou. No cruzamento das avenidas Antônio Pinto Duarte e Saúde carros ficaram parados à espera do final da chuva. Um Celta, que tentou “desafiar” a inundação, acabou ilhado.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Trecho alagado na Avenida da Saúde, em frente ao Hospital Municipal de Americana

No condomínio Americana Gardens, o estacionamento ficou cheio de água. “Tive que deixar a minha filha com a vizinha e descer correndo até garagem para evitar que o meu carro ficasse debaixo d’água. Há dois anos eu perdi um carro desse jeito”, afirmou a analista de sistemas Carina Cristina Giubina.

Também foram registrados alagamentos nas avenidas Rafael Vitta, São Jerônimo, Amizade e Brasil. Moradores de bairros como Praia Azul, Jd. da Balsa e Bertini também relataram problemas.

No trecho da Av. da Saúde em frente ao Hospital Municipal de Americana, quatro carros foram arrastados pela correnteza. “Estava passando e a chuva, do nada, começou a arrastar o carro até o canteiro. Consegui abrir o vidro, sair e ajudar outros”, afirmou o auxiliar administrativo Rodrigo Campagnol.

Em Santa Bárbara d’Oeste, um deslizamento de terra interditou trecho da Av. Lázaro Gonçalves de Oliveira, principal acesso ao condomínio Bosque das Árvores, empreendimento entregue há dois anos pelo programa Minha Casa Minha Vida. Para acessar o local, os moradores foram obrigados a dar a volta pelo Parque do Lago.

No Jardim das Orquídeas, várias casas foram invadidas pela enxurrada desta sexta-feira. “Sempre que chove forte acontece isso. Os bueiros são poucos e não suportam a quantidade de água. Minha sorte é que a minha casa é um sobrado”, afirmou a estudante Gabrielli Neri sobre a situação.

Em Nova Odessa, motoristas que trafegavam pela Rodovia Arnaldo Julio Mauerberg, que liga a cidade à Anhanguera, tiveram que parar os veículos nas proximidades do parque industrial.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora