Ver Utilidades

Região

Abrir menu principal

Anvisa lança plataforma para certificado online

Certificado Internacional de Vacinação é exigido para a entrada em mais de 100 países; população precisava se deslocar até os postos emissores


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) lançou na terça-feira da semana passada uma plataforma online para emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia. Dessa maneira, a população não precisará mais se deslocar até os postos emissores para conseguir o documento, exigido para viagens internacionais a cerca de 100 países.

Foto: Divulgação
Solicitação agora de certificado de vacinação pode ser feita através de site; não há informação se emissão presencial será mantida

Na RPT (Região do Polo Têxtil) há quatro postos na rede pública de saúde e um em clínica particular de vacinação. Apenas Nova Odessa não conta com um local para emissão do documento. O certificado é exigido para comprovação de imunização contra diversas doenças, a depender do destino, mas principalmente contra a febre amarela.

Segundo a Anvisa, uma das vantagens da emissão digital do CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia) é a redução de custos, tanto para o Estado quanto para os cidadãos, que precisam se deslocar. A agência estima que com a digitalização do processo, a diminuição nos gastos poderá chegar a R$ 120 milhões por ano. Não é cobrada taxa para emissão do CIVP, seja na modalidade física ou digital.

Em alguns países, como Austrália, Bahamas e Tailândia, não é permitida a entrada sem o documento, inclusive para uma simples conexão do cidadão que estiver só de passagem. Anualmente são realizadas cerca de 730 mil solicitações de CIVP em todo o Brasil.

Antes de solicitar digitalmente o certificado, o cidadão toma, no país de origem, a vacina exigida no país de destino, seja na rede pública ou privada. É necessário então fazer a solicitação por meio do site www.servicos.gov.br. É exigido o envio, por meio da plataforma, de cópias de documentos e da carteira de vacinação que comprove a aplicação da dose.

O pedido é analisado pela equipe da Anvisa e o usuário recebe uma resposta em até cinco dias úteis. Caso seja aprovado, o certificado é enviado digitalmente e o cidadão precisa imprimi-lo para apresentá-lo junto às autoridades do país para onde vai viajar.

A Assessoria de Imprensa da Anvisa informou que ainda não foi definido se a emissão presencial do certificado nos postos credenciados será encerrada.

Postos de emissão

AMERICANA
Vigilância Epidemiológica
Rua Hermes Fontes, 95, Vila Amorim. Atendimento com agendamento prévio pelo telefone 3475-3590
Ciame Vacinas
Rua Niels Nielsen, 60, Vila Medon. Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 18h; e aos sábados, das 8h às 12h. Telefone: 3461.3969

HORTOLÂNDIA
Vigilância Epidemiológica
Rua José Cláudio Alves dos Santos, 585, Remanso Campineiro (mesmo prédio do paço). Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 17h; para retirada do certificado, todas as quintas, das 8h às 16h30. Telefones: 3965-1443 e 3965-1444

SANTA BÁRBARA D’OESTE
Vigilância em Saúde
Rua General Osório, 246, Centro. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h. Telefone: 3464-9850

SUMARÉ
Departamento de Saúde Coletiva
Rua Alzira Pires Foffano, 3, Jardim Francischini. Atendimento às quintas-feiras, das 8h às 12h. Telefone: 3873-3579

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!