17 de janeiro de 2022 Atualizado 22:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Região

Americana e Santa Bárbara começam a aplicar dose extra para quem tomou Janssen

Municípios seguem orientação da Secretaria Estadual de Saúde, que norteia as ações da campanha de vacinação

Por Ana Carolina Leal

29 nov 2021 às 20:21 • Última atualização 29 nov 2021 às 20:22

O imunizante será o que estiver disponível nos postos de vacinação - Foto: Itamar Aguiar - Palácio Piratini

Americana e Santa Bárbara d’Oeste começam a aplicar nesta terça-feira (30) a dose adicional para quem tomou a vacina Janssen há pelo menos 61 dias. O imunizante será o que estiver disponível nos postos de vacinação.

Os municípios seguem orientação da Secretaria Estadual de Saúde, que norteia as ações da campanha de vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19).

Em Americana, os moradores que tomaram a dose única podem receber o reforço por meio de agendamento no site www.saudeamericana.com.br ou sem a necessidade de agendamento, direto no posto de vacinação da Unisal, no campus Maria Auxiliadora, das 8h30 às 15h30, na Avenida Cillos, no Parque Universitário.

Na cidade de Santa Bárbara, a vacinação contra Covid-19 segue de segunda a sexta-feira, das 9 às 16h30, nos ginásios “Djaniro Pedroso”, no Centro e “Mirzinho Daniel”, no Jardim São Francisco e na Casa de Maria, no Jardim das Laranjeiras.

Para a dose adicional, pessoas acima de 18 anos e imunossuprimidos devem apresentar o cartão de vacinação contendo a informação da dose única ou das duas doses da vacina aplicadas, CPF e documento com foto, além de comprovante de endereço.

Ainda na RPT (Região do Polo Têxtil), Sumaré também começará a aplicar a dose adicional para quem tomou a vacina Janssen. No município, o reforço será da fabricante Pfizer. Nova Odessa e Hortolândia não responderam aos questionamentos da reportagem.

Em 16 de novembro, o Ministério da Saúde anunciou que distribuiria as doses da Janssen aos estados e municípios a partir do dia 19, o que não ocorreu. A Secretaria Estadual de Saúde informou que até o momento o governo federal não enviou o imunizante.

O LIBERAL questionou o Ministério da Saúde, mas até o fechamento desta reportagem não teve resposta.

Publicidade