17 de janeiro de 2022 Atualizado 22:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Vagas

Agosto supera julho e tem segundo melhor saldo de empregos do ano na região

Segundo dados do Caged, balanço registrado foi de 2.485 empregos na Região do Polo Têxtil no mês; deste total, 909 vagas são de Americana

Por Pedro Heiderich

29 set 2021 às 21:20 • Última atualização 29 set 2021 às 21:49

Agosto superou julho e foi o mês com o segundo melhor saldo de empregos no ano na região, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira (29).

Foram 2.485 empregos de saldo na RPT (Região do Polo Têxtil), com 11.951 admissões e 9.106 desligamentos. Em 2021, o mês só perde para fevereiro, com saldo de 3.741 empregos.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Em relação ao mês de agosto do ano passado, o aumento é de 88%, já que na época o balanço foi positivo em 1.599 vagas.

Assim como em julho, o setor de serviços puxa o balanço positivo na região, seguido pelo comércio.

Em Americana, foram 4.067 pessoas contratadas e 1.490 demitidas. Do excedente de 909 empregos, 457 vagas são do setor de serviços.

Em Santa Bárbara d’Oeste, o saldo de empregos foi de 532, com 2.296 pessoas admitidas e 1.764 desligadas. Enquanto isso, Hortolândia teve 1.655 trabalhadores contratados em agosto, tendo 1.400 demitidos, resultando em 255 empregos de saldo.

Nova Odessa registrou número positivo de 452 vagas, após a admissão de 1.349 pessoas e o desligamento de outras 897. Por fim, em Sumaré foram contratadas 2.575 pessoas e demitidas mais 1.878, com saldo 697.

Flexibilização
Economista do observatório da PUC-Campinas, a professora Eliane Rosandiski analisou os números e apontou o crescimento ainda maior de empregos em função da retomada das atividades econômicas, após queda nos números em função da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“Mostra o ajuste das atividades terciárias à reabertura, ou seja, serviços e comércios. Enquanto as atividades industriais, que puxavam o saldo no início do ano, se encontram com cenário internacional desfavorável e incerto quanto à demanda, por conta do desemprego e inflação”, detalha.

Cerveja é quem manda no Papo Fermentado. Confira no blog

Eliane ainda comentou os dados sobre Americana no balanço do Caged, destacando os setores que contribuíram para o crescimento do número de vagas.

“Com saldo positivo de 457 empregos no setor de serviços, Americana teve peso importante dos serviços de informações, comunicação, profissionais e administrativos. São serviços que em geral atendem empresas, deve ter aumentado a oferta”, explicou.

Publicidade