Acidentes com pipas paralisaram fornecimento de energia 543 vezes – O Liberal

Acidentes com pipas paralisaram fornecimento de energia 543 vezes

Dados fornecidos CPFL Energia são referentes aos casos registrados 2019; concessionária divulgou um alerta sobre os perigos do uso do cerol nas pipas


O uso de pipas próximo à rede de energia elétrica fez com o que o fornecimento de energia fosse interrompido 543 vezes nas cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) em 2019. Hortolândia, Sumaré e Santa Bárbara d’Oeste, inclusive, estão no top 10 dos municípios que mais sofrem com esse tipo de problema entre aqueles atendidos pela concessionária CPFL Energia, que forneceu os dados.

Campinas lidera o ranking, com 606 interrupções. Hortolândia é a primeira da região e aparece na quarta colocação (196 interrupções). Sumaré vem na sequência com 177 e Santa Bárbara fecha o top 10 com 99 casos em que o serviço foi paralisado.

Foto: Arquivo/O Liberal
Pipas causaram 543 interrupções na rede elétrica da região em 2019

Em Americana, houve a interrupção em 50 oportunidades, enquanto Nova Odessa teve 21 casos no ano passado. Segundo a companhia, uma das principais causas dos acidentes está relacionada ao uso do cerol e da “linha chilena”.

“Vale ressaltar que o uso dos dois componentes é considerado crime. Além disso, estas linhas provocam curtos-circuitos e choques, podendo até ser um risco para ciclistas, motociclistas e a população em geral”, diz a CPFL.

A companhia divulgou um alerta para os riscos de acidente durante as férias escolares, período em que crianças e adolescentes mais saem às ruas.

“Nessa época, é preciso que pais e responsáveis redobrem a atenção com as crianças durante a brincadeira. Os impactos para a população podem ser graves – colocando em risco a segurança dos pequenos durante as férias escolares e prejudicando a qualidade do fornecimento de energia”, afirma Marcos Victor Lopes, gerente de Saúde e Segurança da empresa.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora