RPT terá ato pró-Bolsonaro neste domingo

Americana e Santa Bárbara fazem ação conjunta na Av. Campos Salles; concentração em Sumaré é na Praça das Bandeiras


Três cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) participam neste domingo (26) das manifestações em apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). Convocados por grupos de direita, os atos defendem pautas de interesse do atual governo, como a reforma da previdência e a aprovação do pacote anticrime do ministro da Justiça Sérgio Moro.

Americana e Santa Bárbara d’Oeste vão realizar uma ação conjunta na Avenida Campos Sales, em Americana. A concentração acontece na frente da Nardini e está marcada para começar às 14h, de acordo com a página do evento no Facebook.

Foto: Reprodução / Facebook
Alisson Chuma, presidente do PSL de Sumaré, articula manifestação na cidade

Assim como em outros municípios, a manifestação em Americana foi articulada por meio de redes sociais. Alguns políticos filiados ao PSL gravaram vídeos chamando a população para a passeata americanense. É o caso do deputado federal Coronel Tadeu (PSL).

“Vamos fazer uma concentração e depois uma passeata, uma carreata para apoiar o nosso presidente Jair Bolsonaro. Gente, precisamos de vocês nas ruas para tirar essa sombra da corrupção que paira sobre o governo”, comunicou o deputado.

Já em Sumaré, a manifestação começa às 9h na Praça das Bandeiras, região central. Na descrição do evento, é informado que o PSL Sumaré estará presente, mas que não serão usadas bandeiras do partido, “pois acreditamos que o evento é de todos os brasileiros e o Brasil é a nossa maior bandeira”.

Apesar disso, o evento é organizado pelo presidente do PSL na cidade, Alisson Táriquis Chuma. A expectativa é que a presença de público seja “a melhor possível”. Não haverá passeata, apenas concentração na praça.

“ Torcemos para que população sumareense se engaje nessa causa e acabe aderindo. Essa manifestação, de um modo geral, surgiu de forma espontânea da própria população brasileira. A população sentiu a necessidade de demonstrar a força do atual governo”, opinou Chuma.

Campinas também terá um ato, a partir das 9h30, no Largo do Rosário. A manifestação é articulada pelo Movimento Direita Campinas.

SEM BOLSONARO

Apesar de ser a figura central das manifestações, Bolsonaro não participará dos atos. O anúncio foi feito na última terça-feira (21) pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, conforme reportou a Agência Brasil.

“”Ele [Bolsonaro] entende que a sua posição de chefe do Poder Executivo não pode ser mesclada com essa atividade do domingo, que vem alinhar-se com as demandas que a sociedade vem declarando ao longo da semana e mesmo da semana passada. O presidente quer deixar claro o entendimento da importância desse evento, não obstante não quer colocar-se diretamente inserido nesse contexto e tampouco gostaria que os seus ministros o fizessem”, disse Barros.

A convocação das manifestações dividiu grupos de direita e causou divergências entre peças importantes do próprio PSL, como a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL), que criticou o movimento. Como não existe um único órgão organizador, não há uma estimativa de quantas cidades devem aderir no domingo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora