Vendedor reclama de falta de pediatra no Hospital de Nova Odessa

Unidade funciona com apenas um profissional aos finais de semana; no domingo, profissional teve de acompanhar parto


O vendedor Maurício Vicente de Siqueira, de 39 anos, reclamou da falta de pediatra no Hospital e Maternidade Doutor Acílio Carreon Garcia, em Nova Odessa, no último domingo (05). Ele procurou atendimento para o filho de dois anos e seis meses em dois períodos diferentes, mas não havia profissional disponível na unidade.

A Secretaria de Saúde de Nova Odessa confirmou que só há um pediatra aos finais de semana; de segunda a sexta são dois. Entretanto, a profissional teve de acompanhar um parto que exigiu atendimento especializado. A prefeitura disse ainda que o fluxo de pacientes aos finais de semana “permite que fique um (pediatra) de plantão”.

Foto: Arquivo / O Liberal
Hospital conta com apenas um pediatra aos sábados e domingos

A esposa de Siqueira levou o filho até o hospital às 10h devido a uma virose. Entretanto, a única pediatra de plantão já não estava disponível na unidade.

“O próprio pessoal da recepção estava dispensando quem chegasse lá com criança, na pediatria. A pediatra estava em Americana desde às 7h. Quem chegasse nesse horário não estava sendo atendido. Falaram que não tinha pediatra no momento e que era para voltar mais tarde”, afirmou Siqueira.

No final do dia, por volta das 18h, os pais retornaram ao hospital e novamente não conseguiram atendimento para o filho. O motivo é o mesmo: a pediatra não estava.

“Tinha gente esperando, mais ou menos umas cinco pessoas. A pediatra foi fazer um parto. Nós ficamos lá esperando uns 40 minutos. Aí peguei o meu filho e corri para o hospital de Sumaré. Lá foi constatado que ele estava debilitado, desidratado e internaram ele”, contou Siqueira.

O vendedor disse que seu filho já tinha passado pelo hospital em outras oportunidades por conta da virose, e afirmou que os exames laboratoriais deram resultados alterados. “Baixou as plaquetas do meu filho e depois de dois dias aumentou do nada. Tive que pagar um exame particular. O laboratório que está sendo usado por Nova Odessa está errando totalmente os resultados”.

O OUTRO LADO. Através da assessoria de imprensa da Prefeitura de Nova Odessa, a Secretaria de Saúde informou que a médica pediatra em plantão precisou acompanhar uma criança que nasceu no Hospital de Nova Odessa. Foi necessário atendimento especializado.

“A médica pediatra acompanhou um parto, como é de praxe e, como a criança precisava de atendimento especializado, foi transportada para Americana. A médica acompanhou o transporte. O parto foi realizado pelo obstetra. O pediatra acompanha o parto para receber a criança”, traz a nota.

A secretaria não fez nenhum comentário sobre as reclamações relacionadas aos exames laboratoriais.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora