08 de agosto de 2020 Atualizado 08:51

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Nova Odessa

Terreno pega fogo perto da Estrada Rodolfo Kivitz

Trata-se de uma área que recebe a palha após a colheita da cana, segundo a Raízen; chamas já foram controladas

Por Rodrigo Alonso

27 jul 2020 às 17:02 • Última atualização 27 jul 2020 às 21:14

Fumaça podia ser vista a quilômetros de distância – Foto: Divulgação / Martos Alessandro

Um terreno do Grupo Raízen pegou fogo na tarde desta segunda-feira (27), em Nova Odessa, perto da Rodovia Rodolfo Kivitz. A fumaça podia ser vista a quilômetros de distância.

Trata-se de uma área que recebe a palha após a colheita da cana, segundo a empresa – a companhia utiliza a palha nos trabalhos de geração de energia. O espaço fica ao lado do bairro Recanto Solar.

Ainda de acordo com a Raízen, a causa do incêndio é desconhecida. “Já que a palha pega fogo facilmente e enfrentamos um período de estiagem, um cigarro aceso já pode causar tamanho transtorno”, diz o grupo, em nota.

A queimada teve início por volta das 12h50 e foi controlada por funcionários da Raízen antes das 14 horas. Às 15 horas, a equipe fazia o rescaldo do terreno.

“Todo o combate foi realizado pela equipe de brigadista da Raízen e caminhão-pipa dedicado no enfrentamento das chamas”, afirma a empresa, que ainda avalia a extensão da área atingida.

Queimadas têm sido recorrentes na RPT (Região do Polo Têxtil), inclusive em terrenos que pertencem à Raízen. Entre maio e junho, em duas oportunidades, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste cobrou providências da empresa. O grupo aponta que vem intensificando suas ações de prevenção.

Podcast Além da Capa
O contexto da DRS (Diretoria Regional de Saúde) de Campinas definiu o avanço de todos os seus municípios à fase laranja do Plano São Paulo, conforme anúncio do Estado feito nesta sexta-feira (24). Entretanto, quais são as particularidades que dão o contexto de Americana, em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), neste momento? Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com os repórteres George Aravanis e Rodrigo Alonso sobre tal cenário.