01 de dezembro de 2020 Atualizado 13:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Nova Odessa

Telhado de empresa desaba em Nova Odessa

Telhado de empresa localizada no Centro da cidade desabou após a forte chuva que atingiu a região

Por Paula Nacasaki

18 nov 2020 às 07:55 • Última atualização 19 nov 2020 às 10:19

O telhado de um depósito de móveis no Centro de Nova Odessa desabou na madrugada desta quarta-feira (18) após a forte chuva que atingiu a região. O prédio está localizado na Rua Duque de Caxias.

Segundo a prefeitura, o proprietário do imóvel informou que o espaço estava alugado para uma empresa e funcionava como depósito de móveis. No passado, já abrigou um varejão e uma tecelagem.

Telhado desabou na madrugada – Foto: Paula Nacasaki / O Liberal

Segundo informações de vizinhos, a queda aconteceu por volta de 5h e ninguém se feriu. Além do telhado, o muro da empresa também cedeu com a pressão da chuva.

Vizinho do imóvel, o aposentado Jair Carneiro disse que percebeu a parede estufada na terça e solicitou uma vistoria da prefeitura. Outros vizinhos disseram que escutaram barulhos anormais vindos do imóvel, semelhantes a sons de madeira caindo.

O local está interditado pela Defesa Civil e agentes de trânsito desviaram o trânsito.

Em nota enviada pela prefeitura, o coordenador da Defesa Civil municipal, Vanderlei Wilians Vanag, afirmou que o entorno do prédio foi isolado depois da constatação de risco de desabamento.

O prédio está localizado na Rua Duque de Caxias – Foto: Paula Nacasaki / O Liberal

“Fomos informados por moradores vizinhos de que uma das paredes estava abaulada, indicando a possibilidade de ruptura. Imediatamente, isolamos o trecho da calçada na Duque de Caxias para que ninguém se aproximasse”, contou Vanag. Por volta de 5h desta quarta, uma das paredes cedeu e parte do telhado do galpão desabou.

O prédio, segundo a administração municipal, permanecerá isolado até que os proprietários formalizem na prefeitura um pedido de autorização para realização de procedimentos para garantia da segurança no local. “Por meio de ART [Anotação Técnica de Responsabilidade], vamos identificar o responsável técnico e liberar o acesso para limpeza e demais intervenções necessárias na estrutura”, afirmou o diretor de Obras, Erik Ortolano.

Publicidade