10 de setembro de 2021 Atualizado 19:48

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

EDUCAÇÃO

Sem empresa para realizar limpeza nas escolas, alunos são dispensados em Nova Odessa

Prefeitura diz que caso foi isolado e que será apurado; empresa contratada assume o serviço a partir da semana que vem

Por Pedro Heiderich

10 set 2021 às 19:44 • Última atualização 10 set 2021 às 19:48

Sem empresa contratada para realizar a limpeza nas escolas municipais, o diretor de uma unidade do Jardim Marajoara dispensou alunos nesta quinta-feira (9), em Nova Odessa.

Conforme apurado pelo LIBERAL, o motivo da “sugestão de dispensa” feita por diretores das unidades foi a falta de condições de higiene do local. A prefeitura diz que o caso foi isolado e que será apurado.

Mãe foi até a escola e encontrou sujeira nas salas de aula – Foto: Reprodução/Facebook

Uma empresa deve assumir a limpeza nas escolas na segunda-feira (13), conforme comunicado enviado às unidades.

Mães se revoltam
Ana Cláudia Palos, de 34 anos, tem filha que estuda na escola. “O diretor falou que não tinha equipe de limpeza pra fazer higienização da escola e avisou as mães, para que soubessem das condições. Estava tudo muito sujo, muita gente foi embora”, disse.

Ela lamenta a situação. “É uma falta de comprometimento da prefeitura com a higiene. A educação em Nova Odessa está abandonada”, afirma.

“Não limparam a escola, eu vi móvel empoeirado, salas e banheiros sujos. Prejudicaram os alunos”, relata outra mãe, Fernanda Feitoza, de 30 anos.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

O que diz a prefeitura?
Em nota enviada pela prefeitura, a Secretaria de Educação de Nova Odessa destacou que na quinta-feira (9) fora registradas duas ocorrências isoladas envolvendo as condições de limpeza de escolas, sendo que “em apenas uma houve dispensa (não autorizada) de turmas.”

Segundo a pasta, a direção da Emefei (Escola Municipal de Ensino Fundamental e Educação Infantil) Vereador Osvaldo Luis de Souza, do Jardim Marajoara, tomou a decisão sozinha.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A secretaria foi contrária, realocou funcionária para auxiliar na unidade e as aulas ocorreram normalmente à tarde. “O ocorrido será agora apurado em procedimento interno.”

Ainda de acordo com o Executivo, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Alzira Ferreira Delegá, do Green Village, “não houve dispensa de alunos, mas solicitação de providências para ampliar a capacidade de limpeza da unidade, o que foi prontamente realizado.”

A prefeitura frisou que tem feito “mutirão” de limpeza nas escolas municipais, com servidores e voluntários, e que nova empresa assume o serviço na semana que vem.

Executivo promete novo contrato há um mês

Conforme noticiado pelo LIBERAL, a prefeitura anunciou a retomada presencial das aulas da rede municipal (que teve início no último dia 16), sem empresa contratada para realizar a limpeza das unidades de ensino.

Fãs de literatura têm espaço reservado no LIBERAL

O contrato com a última responsável pelo serviço foi encerrado em junho. Segundo a prefeitura, a empresa não quis renová-lo.

Enquanto isso, foram remanejados provisoriamente cerca de 50 servidores da limpeza para o serviço. Funcionários afirmam que a quantidade é insuficiente para a higienização.

Publicidade