18 de maio de 2022 Atualizado 16:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Homicídio

Secretário de Governo de Nova Odessa, Marco Russo é morto em frente a condomínio

Ex-presidente do PT em Americana, Marco Antônio Barion foi morto a tiros na manhã desta segunda-feira

Por Maria Eduarda Gazzetta / Paula Nacasaki / Talita Bristotti

06 Dezembro 2021, às 08h49 • Última atualização 06 Janeiro 2022, às 09h07

Secretário de Governo da Prefeitura de Nova Odessa, Marco Russo foi morto a tiros – Foto: Facebook / Reprodução

O secretário de Governo da Prefeitura de Nova Odessa, Marco Antônio Barion, mais conhecido como Russo, foi assassinado a tiros na manhã desta segunda-feira (6). Foram identificados 13 disparos.

O crime aconteceu em frente a um conjunto de prédios no bairro Marajoara, em Nova Odessa, no cruzamento das ruas Guilherme Klavin e Rua Rute Klavin Grikis. Ex-presidente do PT em Americana, Russo tinha 52 anos e estaria morando neste condomínio de prédios há 8 meses.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Segundo o LIBERAL apurou, Russo foi morto por volta das 7h40 quando saía com o carro do condomínio. Segundo imagens de uma câmera de segurança, às quais o LIBERAL teve acesso, é possível observar que um Fiat Uno branco, com rodas sem calotas, espera estacionado sob uma árvore na Rua Rute Klavin.

Quando o carro do secretário faz a curva vindo da Rua Guilherme Klavin e entra onde os assassinos estão, o Fiat Uno deixa o local onde estava estacionado e fecha o veículo de Russo, um Citroën Aircross.

Nesse momento, o atirador desce do local do lado do passageiro, se aproxima da janela do carro do secretário e faz os disparos. Enquanto isso, o motorista do Uno já manobra para fugir.

O atirador atira por diversas vezes a menos de um metro de distância do secretário. Depois, volta para o Uno, que foge no sentido da Avenida Brasil. A ação dura cerca de 20 segundos.

Há marcas de tiro dos dois lados e também no vidro da frente do carro. Foram identificados 13 disparos e a suspeita é de que pelo menos duas armas tenham sido usadas no crime.

Disparos contra o carro de Russo – Foto: Divulgação

O prefeito Claudio José Schooder, o Leitinho (PSD), esteve no local acompanhando o trabalho das autoridades policiais. Abalado e em estado de choque, o prefeito preferiu não falar com a imprensa. A viúva de Russo, Talita Monção, também preferiu não falar com os jornalistas.

Prefeito Leitinho e a mulher de Russo, Talita Monção, se abraçam ao se encontrarem após assassinato – Foto: Natália Velosa / O Liberal

Capitã da Polícia Militar, Alessandra Cristina Siqueira Neves falou que ainda não é possível fornecer muitas informações sobre o crime.

“Não dá para dizer se foi uma tentativa de roubo ou uma execução, ainda é muito primário para dar qualquer informação. O que podemos dizer é que um veículo passou ao lado do carro, realizou os disparos e fugiu para destino ignorado”, disse para a imprensa, durante a manhã.

Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre a motivação do assassinato. Nenhum suspeito havia sido localizado.

– Foto: Divulgação

Ex-vereador de Nova Odessa, Angelo Roberto Réstio, o Nenê, mora no mesmo condomínio de Russo. Ao LIBERAL, ele disse que ouviu pelo menos 10 disparos e ao descer para verificar o que aconteceu, reconheceu o carro do secretário.

“Conheço ele da política, nos encontrávamos direto aqui [no condomínio]. A gente não quer acreditar que em Nova Odessa ocorra uma situação dessas, um crime dessa forma. Ficamos preocupado e horrorizados”, lamentou o ex-vereador.

Em nota, a Prefeitura de Nova Odessa lamentou profundamente o assassinato do secretário e disse que aguardava mais informações das Forças de Segurança.

“Em função desta tragédia, o expediente no Paço Municipal (Avenida João Pessoa, 777) está suspenso nesta segunda-feira, 06 de dezembro. A Programação do Natal Celebre a Esperança 2021 marcada para esta noite na Praça Central também está adiada”, informou a administração.

https://liberal.com.br/wp-content/uploads/2021/12/assassinato-russo.mp4
Movimentação no local do crime, no Jardim Marajoara

Marco Russo era cientista social formado pela Unesp de Araraquara. Foi assessor parlamentar do ex-deputado Antonio Mentor (PT), secretário parlamentar do ex-deputado José Mentor (PT), coordenador de Governo da Prefeitura de Iracemápolis e secretário de Administração da Prefeitura de Artur Nogueira.

Sua última atuação foi como assessor do vereador Professor Antonio (PSD), em Nova Odessa, até outubro do ano passado, quando deixou a assessoria para assumir a coordenação da equipe de transição do prefeito Leitinho.

Publicidade