Nova Odessa rompe contrato de recapeamento

Segundo a administração, a empresa não cumpriu o cronograma previsto para a execução das obras; acordo previa 35 mil m² de asfalto recuperado


Foto: Prefeitura de Nova Odessa - Divulgação
O acordo previa 35 mil metros quadrados de asfalto recuperado em trechos de 15 ruas

A Prefeitura de Nova Odessa anunciou nesta quinta-feira o rompimento do contrato com a empreiteira Cominpa para um pacote de recapeamento estimado em R$ 2,1 milhões. Segundo a administração, a empresa não cumpriu o cronograma previsto para a execução das obras.

O acordo previa 35 mil metros quadrados de asfalto recuperado em trechos de 15 ruas no Centro e nos bairros Bela Vista, Santa Rosa, São Jorge, Santa Luiza, Residencial Triunfo e São Manoel.

“Embora notificada várias vezes pela prefeitura, a empresa não atendeu o cronograma de obras, que venceu com apenas 10% dos serviços executados. Como punição, além da rescisão do contrato, a empresa está impedida de licitar com o município pelo prazo de um ano (05/12/18 a 05/12/19)”, diz a nota encaminhada ao LIBERAL pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Nova Odessa.

A administração deve oferecer o contrato à Galvani Engenharia, empresa que ficou em segundo lugar na licitação. Pela legislação, a empreiteira precisa aceitar o preço da primeira colocada para “herdar” o contrato. Para isso, o município precisará do aval da Caixa Econômica Federal, que fiscaliza o convênio.

Os recursos para essas obras são do governo do Estado, que firmou o contrato com a prefeitura em junho para repassar o monrante de R$ 2 milhões. A contrapartida que cabe do município é de R$ 105 mil.

A reportagem solicitou um posicionamento da Cominpa em seu escritório, na cidade de Piracicaba, mas os funcionários informaram que nenhum gerente estava na empresa para comentar os motivos que causaram o rompimento deste contrato.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!