24 de fevereiro de 2021 Atualizado 20:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Nova Odessa intensifica fiscalização contra aglomerações

Prefeitura disse que fiscalizações de uso de máscara e aglomerações serão intensificadas para redução do contágio

Por Marina Zanaki

08 jan 2021 às 18:12

A Prefeitura de Nova Odessa informou nesta sexta-feira (8) que vai intensificar as fiscalizações contra aglomerações. A cidade foi mantida na fase amarela do Plano São Paulo, assim como toda a região de Campinas.

Nova Odessa registrou mais 31 casos de coronavírus nesta sexta e totaliza 1.793 infectados. A cidade já perdeu 60 moradores pela pandemia.

Leitinho incentivou o uso de máscaras e o respeito da população às medidas de prevenção – Foto: Divulgação / Prefeitura de Nova Odessa

Segundo a prefeitura, as fiscalizações do cumprimento dos horários de funcionamento, uso de máscaras e contra aglomerações, principalmente em eventos e festas, serão realizadas “a qualquer hora do dia ou da semana”.

O município esclareceu que elas já eram realizadas tanto em dias de semana quanto aos sábados e domingo, nos períodos diurno e noturno.

As ações serão feitas pelos profissionais da Vigilância Sanitária, com apoio da equipe da GCM (Guarda Civil Municipal) e, eventualmente, com apoio da Polícia Militar.

“Devemos nos prevenir do vírus a todo custo, fazer uso constante de máscaras, usar álcool em gel, não aglomerar. Assim poderemos voltar à ‘fase verde’ o mais rápido possível, o que vai ser muito importante para a economia da cidade, para os nossos lojistas, mantendo as lojas abertas por mais tempo, preservando os empregos e permitindo que o empresário pague seus impostos”, afirmou o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD).

O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira o endurecimento das regras para evoluir para a fase verde do Plano SP.

Antes, era preciso alcançar 40 internações por 100 mil habitantes e 5 óbitos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias para passar da fase amarela à verde. Com a mudança, o critério mudou para 30 internações por 100 mil habitantes e 3 óbitos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Publicidade