02 de dezembro de 2021 Atualizado 18:33

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Internação intensiva

Nova Odessa estuda abertura de UTI

Município recebeu dois novos respiradores do governo do Estado e analisa a possibilidade de abrir os primeiros leitos de UTI

Por Marina Zanaki

12 jun 2020 às 09:03 • Última atualização 12 jun 2020 às 11:46

A Prefeitura de Nova Odessa disse que estuda a abertura dos primeiros leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A informação foi passada pelo município após o recebimento de dois respiradores enviados esta semana pelo Governo de São Paulo.

Em nota, a prefeitura disse que analisa a possibilidade de abertura de leitos de UTI, e que o assunto “será discutido entre a Secretaria de Saúde do município e a DRS-7 (Diretoria Regional de Saúde)”.

A prefeitura informou que não há uma data para que isso seja definido pois o assunto tem sido discutido com a DSR-7 de maneira “constante”.

Atualmente, a cidade tem 10 respiradores para atendimentos de casos mais graves. Contudo, pacientes que precisam de cuidados intensivos são transferidos para outras cidade pois o município não dispõe de leitos de UTI.

Com os dois novos respiradores recebidos por Nova Odessa esta semana, o número de aparelhos na rede pública aumentou de 10 para 12.

Quatro desses aparelhos que o município dispõe foram alugados para reforçar a rede de saúde durante a pandemia.

De acordo com a Secretaria de Saúde do município, os novos respiradores, modelo Biyovent, da Turquia, serão direcionados à Unidade Respiratória do Jardim Alvorada, dedicada ao atendimento de pacientes com doenças respiratórias, inclusive coronavírus.

Com os novos aparelhos, a unidade passa a dispor de seis ventiladores – cinco convencionais e um portátil – para o atendimento de casos graves.

Os outros seis (cinco fixos e um móvel) estão em uso no Hospital e Maternidade Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia.

A cidade tem outros três respiradores em manutenção, mas a expectativa é que eles sejam reparados e reforcem a rede municipal de saúde “em breve”.

“Desde o início da pandemia, em março, estamos tentando adquirir 20 ventiladores pulmonares, mas não conseguimos, devido à indisponibilidade no mercado. Com certeza, esses respiradores (enviados pelo Estado) ajudarão a salvar vidas nesse momento em que o número de infectados, infelizmente, cresce na cidade”, afirmou o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato.

CASOS

Nova Odessa tem 53 casos positivos do novo coronavírus, dos quais quatro pacientes morreram e 18 estão curados.

O município aguarda os resultados de 16 testes, dos quais um paciente morreu com suspeita para a doença. A Secretaria de Saúde acompanha 78 pacientes com gripe.

Podcast Além da Capa
A pandemia do novo coronavírus completa três meses com a certeza de representar o maior desafio da carreira de gestores públicos em saúde, como é o caso dos secretários que atuam em cidades da região. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com os responsáveis pelas pastas em Americana, Santa Bárbara e Nova Odessa sobre a experiência forjada pela crise.

Publicidade