30 de maio de 2020 Atualizado 19:10

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Nova Odessa concede férias coletivas para servidores da Educação

Profissionais só voltarão ao trabalho no dia 21 deste mês; as aulas da rede municipal estão suspensas desde 23 de março

Por Leonardo Oliveira

03 abr 2020 às 13:42 • Última atualização 03 abr 2020 às 18:55

O prefeito de Nova Odessa, Benjamin Bill Vieira de Souza (PSDB), concedeu férias coletivas a todos os servidores da Secretaria Municipal de Educação. O período de recesso dado foi de 15 dias, contados a partir da próxima terça-feira (7). Com isso, os profissionais voltarão ao trabalho no dia 21 deste mês. Os alunos seguem com as aulas suspensas.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

A medida atinge servidores de todas as funções das creches, escolas municipais de educação infantil e fundamental, merenda escolar e dos demais setores da pasta. A administração deverá pagar adicional de um terço das férias proporcional aos 15 dias de pausa.

As aulas na rede municipal foram suspensas de maneira gradativa desde o dia 16 de março, seguindo o governo estadual em uma medida de combate à expansão do novo coronavírus (Covid-19). No dia 23, houve a paralisação total por tempo indeterminado.

Saiba tudo sobre o coronavírus, o que ele provoca e como se prevenir

A MP (Medida Provisória) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em 22 de março autoriza a antecipação de férias coletivas. É nesse dispositivo que o município se apoiou para anunciar a medida no Diário Oficial desta sexta-feira.

Segundo a prefeitura, as aulas continuam suspensas por tempo indeterminado, por determinação do Estado, e haverá reorganização do calendário escolar posteriormente.  Em caso de necessidade, Bill poderá revogar a concessão das férias e determinar a volta dos profissionais antes do prazo.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

Com o contexto da pandemia do novo coronavírus, palavras como quarentena e isolamento se tornaram populares, sendo utilizadas com frequência na mídia e nos pronunciamentos de governantes. Mas, afinal, como elas se diferem? O Além da Capa aborda a distinção entre o significado de ambas nesta sexta-feira.

{{1}}