21 de abril de 2021 Atualizado 00:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Imunização

Nova Odessa adere ao consórcio público para compra de vacinas

Movimento dará suporte aos municípios caso o PNI não consiga suprir a demanda nacional

Por Natália Velosa*

03 mar 2021 às 16:47 • Última atualização 03 mar 2021 às 17:58

A Prefeitura de Nova Odessa aderiu ao consórcio público para aquisição de vacinas contra o novo coronavírus (Covid-19) da FNP (Frente Nacional de Prefeitos). O anúncio foi feito nesta terça-feira (2) e a previsão é que consórcio seja constituído e instalado até o dia 22 de março.

Para participar, o município deve aderir à iniciativa, sem custos, até esta sexta-feira (5). Segundo a FNP, “o consórcio dará suporte aos municípios caso o PNI (Plano Nacional de Imunização) do Governo Federal não consiga suprir a demanda nacional”.  

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

O presidente da FNP, o ex-prefeito de Campinas Jonas Donizette esclareceu que o principal objetivo não é a compra direta, mas sim a segurança jurídica caso as necessidades da população não sejam atendidas.

Os recursos para compra de vacinas poderão ser disponibilizados de três formas: por meio dos municípios consorciados, de aporte de recursos federais e de eventuais doações nacionais e internacionais.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Jonas reforçou também que a primeira tentativa será para que os municípios não precisem desembolsar nada para aquisição das vacinas. 

“Caso isso ocorra, a ideia é reembolsá-los. Não seria adequado os municípios terem esse gasto diante do PNI, pois já estão afogados em dívidas por conta do momento”, disse.

Americana
Na última segunda-feira (1º), a Prefeitura de Americana também anunciou que aderiu ao consórcio. Até o momento, mais de 100 municípios já confirmaram participação.

“Queremos vacinar os americanenses o mais rapidamente possível, seja através deste consórcio público ou da compra das vacinas de forma direta, pois entendemos que assim conseguiremos voltar à normalidade e estimular o crescimento rápido de nossa economia”, declarou o prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV).

A FNP reúne as 412 cidades com mais de 80 mil habitantes, mas os municípios que estão fora desse escopo também podem participar.

*Estagiária sob supervisão de Guilherme Magnin.

Publicidade