Ladrões furtam e abatem gados do IZ

Assaltantes deixaram no local apenas as cabeças dos animais, furtando o restante do corpo


Foto: Reprodução_Google
Essa é a segunda vez no mês que o IZ é alvo de assaltantes de gado

Ladrões invadiram uma área do IZ (Instituto de Zootecnia), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, localizado em Nova Odessa, na madrugada deste sábado e abateram quatro vacas da raça girolanda. De acordo com informações do boletim de ocorrência, registrado na noite de ontem, os assaltantes deixaram no local apenas as cabeças dos animais, furtando o restante do corpo.

Segundo uma funcionária do local, correntes e cadeados colocados em um dos portões que dão acesso ao instituto foram danificados, o que possibilitou a entrada dos ladrões. Ainda segundo a testemunha, essa não é a primeira vez que um caso assim acontece esse mês: no dia 17, outro furto envolvendo o gado do IZ trouxe prejuízos à instituição.

Caracterizado pela sua grande resistência ao carrapato e com grande capacidade de produzir leite, o gado da raça girolanda é um animal que possui boa adaptabilidade, sobretudo nos climas mais tropicais e de topografia difícil, também apresenta boa adaptabilidade a alimentação sob pastejo. Além disso, é facilmente vendido no mercado. Vivo, cada animal pode custar entre R$ 2 a R$ 4 mil.

A lei nº13.330, de 2 de agosto de 2016, prevê prisão de dois a cinco anos pelo crime de furto e de receptação de gado, mesmo abatido ou divido em partes. O texto salienta o alerta sobre os problemas de saúde pública gerados pelo comércio clandestino de carne e outros alimentos e ressalta que o furto de gado é o crime contra a propriedade mais praticado no interior do país.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora