04 de agosto de 2020 Atualizado 19:30

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

APÓS CONFUSÃO

Justiça nega liminar para funcionamento do kartódromo de Nova Odessa

Direção do autódromo queria que atividade de oficina nos boxes fosse autorizada, assim como os testes na pista

Por André Rossi

16 jul 2020 às 08:42 • Última atualização 16 jul 2020 às 09:38

A 1ª Vara Judicial de Nova Odessa negou nesta quarta-feira uma liminar solicitada pelo Kartódromo Internacional de Nova Odessa para permitir a atividade de oficina nos boxes e o teste dos karts na pista durante a quarentena de combate ao novo coronavírus (Covid-19).

O mandado de segurança foi protocolado pela direção do autódromo em 10 de julho. Poucos dias antes, em 4 de julho, o local foi palco de uma confusão que envolveu o filho do prefeito de Americana, Omar Najar (MDB), que terminou com tiros e um veículo queimado.

Depois do episódio, que é investigado pela Polícia Civil, a prefeitura emitiu nota dizendo que as atividades no kartódromo estavam proibidas pelos parâmetros do Plano São Paulo. A região está na fase 1 (vermelha), quando só é autorizado o funcionamento dos comércios considerados essenciais.

“A Vigilância foi pega de surpresa com o evento do fim de semana e está noticiando o kartódromo pelo descumprimento do decreto estadual que proíbe esse tipo de atividade”, informou a prefeitura no dia 6 de julho.

Na petição inicial, o kartódromo pretendia que sua atividade de oficina mecânica fosse considerada essencial e, por consequência, que a prefeitura não pudesse aplicar penalidades. A ação foi movida contra a administração municipal.

O decreto de quarentena de Nova Odessa segue os padrões do Estado e classifica oficinas e serviços de reparo automotivo em geral como essencial. Porém, na visão da juíza Eliane Cassia da Cruz, que negou a liminar, seria “prematuro” equiparar as coisas.

“Ao contrário das oficinas mencionadas pelo Decreto Municipal, a atividade relacionada à manutenção e reparação de karts é atividade da qual se beneficia apenas pequena parte da população. Não se vislumbra, a priori, nenhum interesse público envolvido”, explicou Eliane.

No último sábado, fiscais da Vigilância Sanitária da cidade foram até o local, que estava fechado. A direção do kartódromo foi procurada para comentar a decisão, mas não quis se manifestar.

Podcast Além da Capa
Totalmente paralisado na região desde o início da quarentena de combate ao novo coronavírus, o setor de eventos ainda está “no escuro” sobre quando as atividades poderão ser retomadas, ainda que de forma parcial. Além da indefinição, uma série de dificuldades surgiram por conta da situação. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi sobre o panorama do segmento em Americana e região.