13 de agosto de 2020 Atualizado 08:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

covid-19

Guarda de 69 anos é a 17ª vítima de coronavírus em Nova Odessa

Morte ocorreu no dia em que a cidade registrou o maior número de casos da doença desde o início da pandemia

Por Isabella Holouka

11 jul 2020 às 17:59

O guarda civil municipal Newton Araújo Gino, de 69 anos, é a 17ª vítima da Covid-19 em Nova Odessa. Gino teve a morte confirmada neste sábado (11) pelo hospital particular em que estava internado, em Americana.

Além do óbito causado pelo novo coronavírus, a Secretaria de Saúde do município confirmou 40 novos casos positivos da doença, elevando o número de infectados para 204. Mais uma morte suspeita está sendo investigada no município. Agora, são sete.

Gino estava na corporação desde 1994 e era guarda de classe especial. Depois de anos de patrulhamento nas ruas com atuação elogiada, foi transferido para o Paço Municipal, onde trabalhava à noite, cuidando da segurança do prédio. O guarda testou positivo para Covid-19 e foi internado no mês passado.

O diretor da GCM (Guarda Civil Municipal) de Nova Odessa, Nilton César Alves, disse não acreditar na morte do amigo e companheiro de farda, em nota divulgada pela assessoria de imprensa da prefeitura.

“Trabalhei com o Gino nas ruas durante quase quatro anos; éramos da mesma equipe. Ele era um guarda excepcional, justo, correto, extremamente responsável e sempre teve hábitos saudáveis. Além disso, éramos muito amigos, praticamente irmãos. Sem dúvida, uma perda irreparável”, afirmou o diretor.

Segundo informações da GCM, o sepultamento está marcado para as 9h, no Cemitério Municipal de Nova Odessa.

O guarda civil municipal Newton Araújo Gino, de 69 anos, foi internado com Covid-19 no mês passado – Foto: Divulgação

O prefeito Benjamim BIll Vieira de Souza também lamentou a perda. “O Gino sempre foi um servidor municipal íntegro e comprometido. Um homem que serviu a nossa população ao longo do tempo em que esteve nas ruas como guarda municipal e também prestando serviços no Paço Municipal. Meus sentimentos a toda família”, disse o chefe do Poder Executivo.

NOVOS CASOS. A morte do GCM Gino ocorreu no dia em que Nova Odessa registrou o maior número de casos de coronavírus desde o início da pandemia, com 40 novos infectados. Segundo a Secretaria de Saúde, são casos reportados por hospitais e laboratórios particulares ao longo da semana.

Do total de infectados, 21 são mulheres: adolescente de 17 anos, residente no Jardim Bela Vista; 18 anos, Jardim Campos Verdes; 20 anos, Jardim São Jorge; 22 anos, Jardim Éden; 23 anos, Jardim Planalto; 26 anos, Jardim das Palmeiras; 28 anos, Conjunto Habitacional 23 de Maio; 29 anos, Jardim Bela Vista; 36 anos, Jardim Santa Rosa; 38 anos, Jardim Éden; 39 anos, Jardim São Manoel; 41 anos, Jardim Dona Maria Rapozeiro Azenha; 43 e 47 anos, Jardim Europa; 48 anos, Jardim Maria Helena; 49 anos, Bela Vista; 53 anos, Éden (duas); 54 anos, Jardim Flórida; 63 anos, Jardim São Jorge; e uma idosa de 93 anos, moradora da Vila Azenha.

Além delas, foram infectados 19 homens: 18 anos, Santa Rosa; 19 anos, Santa Rita; 23 anos, Europa; 24 e 31 anos, Santa Rosa; 32 anos, Centro; 33 anos, Jardim Santa Luiza e Jardim São Francisco; 34 anos, Campo Belo; 38 anos, Bela Vista; 39 anos, Centro e Dona Maria Rapozeiro Azenha; 43 anos, Residencial Guarapari; 44 anos, Campo Belo; 46 anos, Jardim Nossa Senhora de Fátima; 55 anos, 23 de Maio; 58 anos, Santa Rosa (dois); e 68 anos, Maria Helena.

EM INVESTIGAÇÃO. A Vigilância Epidemiológica novaodessense aguarda o resultado do exame de uma paciente de 83 anos que morreu na quinta-feira (9), em um hospital de campanha em São Paulo.

Moradora do Jardim Alvorada, ela foi atendida na Unidade Respiratória e transferida para a capital, devido ao agravamento de seu quadro de saúde.

‘FIQUEM EM CASA, POR FAVOR!’. O secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, manifestou pesar pelo falecimento do guarda municipal e fez um novo apelo à população.

“Muito preocupante ver os casos e os óbitos aumentarem e muitas pessoas ainda não seguindo as recomendações. Equipes da Prefeitura percorreram a cidade hoje em fiscalizações e encontraram muita gente na rua sem necessidade, moradores fazendo festas e crianças brincando nas ruas”, afirmou.

“O que suplico é que entendam a gravidade desse vírus. Nossa Unidade Respiratória está cada vez mais cheia de pacientes. Vamos ter consciência e ficar em casa, por favor!”, reiterou Cocato.

O boletim atualizado ainda aponta 88 casos negativos, 61 em investigação, incluindo sete óbitos, e 311 pacientes com gripe sendo acompanhados por profissionais da rede municipal de saúde.

Até 17h deste sábado, o Centro de Combate ao Coronavírus mantinha dois pacientes internados. O espaço possui 50 leitos, sendo cinco para estabilização de pacientes graves, com respiradores, e 45 vagas de enfermaria.