29 de junho de 2022 Atualizado 23:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Nova Odessa

GCM de Nova Odessa recupera carga com 35 mil litros de combustível

Veículo com 30 mil litros de etanol e 5 mil litros de diesel foi recuperado com ajuda do sistema de monitoramento

Por Paula Nacasaki

19 de maio de 2022, às 13h54 • Última atualização em 19 de maio de 2022, às 14h21

Por meio do sistema de videomonitoramento, a GCM (Guarda Civil Municipal) de Nova Odessa conseguiu recuperar uma carga com 35 mil litros de combustíveis, entre diesel e etanol. Dois suspeitos foram detidos por receptação, mas foram liberados após o registro da ocorrência e seguem sendo investigados.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o caminhão semirreboque com 5 mil litros de diesel e 30 mil litros de etanol foi roubado em Limeira, na última terça (17). O motorista relatou que dois homens armados o abordaram na Rodovia Limeira – Mogi Mirim e anunciaram o assalto. O motorista então foi colocado em um carro, onde ficou refém dos bandidos até chegarem à cidade de Paulínia, onde foi liberado.

Já nesta quarta-feira, o sistema de monitoramento da guarda captou imagens do caminhão na Rodovia Júlio Mauerberg, por volta de 20h30. Sabendo se tratar de um veículo roubado, a equipe da sala de controle passou as informações para os guardas que, em patrulhamento, encontraram o semirreboque em uma chácara no Jardim Campos Verdes, em Nova Odessa.

O dono do imóvel, um idoso de 65 anos, contou aos guardas que não tinha muitos detalhes do veículo, pois momentos antes, um amigo seu o havia procurado pedindo o espaço para guardar um veículo. Sem muitos questionamentos, ele deixou a chave da chácara com o conhecido.

Os guardas se dirigiram ao endereço desse amigo, no Santa Rosa, é o abordaram por volta de 22h. Questionado, ele negou qualquer envolvimento no roubo do caminhão ou ainda com o veículo deixado na chácara.

Os dois suspeitos, assim como o motorista do caminhão foram levados ao plantão policial de Nova Odessa. Questionado, o motorista afirmou que os dois não eram os mesmos envolvidos no roubo.

Apesar de serem suspeitos da receptação da carga, o homem e o idoso foram liberados, mas seguem sendo investigados pelo crime

Publicidade