Fisiculturista confessa ter matado ex-namorada em Nova Odessa

Corpo de Sidmara Oliveira da Silva, de 25 anos, foi achado com toalha no pescoço nesta quarta, no Santa Rita I; autor confessou ao ser detido pela PM


Um fisiculturista de 22 anos, morador de Americana, foi detido na tarde desta quarta-feira pela Polícia Militar suspeito de ter assassinado a ex-namorada Sidmara Oliveira da Silva, de 25 anos. Lucas Ribeiro Ramos confessou o crime, que teria ocorrido no domingo (4), segundo a polícia.

O corpo da jovem foi encontrado pela PM na manhã desta quarta-feira (27), na casa em que ela mora, na Avenida São Gonçalo, no bairro Santa Rita I, em Nova Odessa. Lucas chegou a lamentar a morte dela em uma postagem no Facebook antes de ser encontrado e detido.

Foto: Reprodução - Facebook
Sidmara foi encontrada em sua casa, com uma tolaha em volta do pescoço

De acordo com a polícia, no momento em que o corpo foi achado, havia uma toalha ao redor do pescoço da vítima, o que teria levantado a suspeita de suicídio.

Segundo informações iniciais, o jovem era ex-namorado da vítima e havia mantido um relacionamento com ela por cerca de 5 meses. Mesmo com o fim da relação, ele teria ido até a casa da jovem no domingo para conversar, por volta das 19h, quando ocorreu o crime.

Na tarde desta quarta, os policiais militares encontraram o fisiculturista na casa dele, no Jardim dos Lírios, em Americana. Questionado, ele acabou confessando o crime.

Lucas foi levado ao Plantão Policial de Nova Odessa, onde teria dito que não aceitava o fim do relacionamento, o que seria um dos motivos de ele ter cometido o crime, também segundo informações da PM.

Prisão

A Polícia Militar chegou até Lucas após o pai de Sidmara, que mora no Paraná, afirmar que ela havia relatado ameaças por parte dele há cerca de 40 dias. Diante da informação, os policiais foram à casa do fisiculturista e o encontraram na calçada, sentado.

Ele disse que sabia da morte da ex-namorada, mas negou que estivesse relacionado ao crime, num primeiro momento.

Segundo a polícia, a mãe permitiu a entrada na casa. No local, foi encontrado o celular de Sidmara, que até então estava desaparecido. Após o encontro, Lucas teria admitido o assassinato no domingo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora