Estudantes de N. Odessa ficam sem kit escolar

Motivo, de acordo com a prefeitura, é um atraso na licitação para compra dos produtos


Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG
Estudantes da rede municipal de N. Odessa frequentam aulas sem material que não foi comprado

Em aula desde 7 de fevereiro, ou seja, há mais de um mês, os estudantes da rede municipal de ensino de Nova Odessa ainda não receberam o kit escolar. O motivo, de acordo com a prefeitura, é um atraso na licitação para compra dos produtos. Conforme o LIBERAL noticiou no dia 8, o Executivo também não tem fornecido pão para os estudantes devido ao mesmo motivo.

A falta de kit escolar é alvo de críticas. Segundo mães de alunos, os conjuntos costumam contar com uma agenda que serve para comunicação, por escrito, entre pais e professores. Sem esse material, os responsáveis não conseguem conversar com os docentes sobre o andamento das aulas.

“Não tenho contato com a professora. Não tenho como ter esse contato. Não sei se ele comeu, se ele foi ao banheiro, se tomou água, se o amiguinho bateu nele, se ele bateu no amiguinho. Então foge do controle”, disse a assistente de PCP (Planejamento e Controle da Produção) Flávia Maria Ferreira, de 26 anos, mãe de um estudante.

Avó de uma aluna, a dona de casa Maria de Fátima Vieira Leão, de 54 anos, também reclamou da situação. “Até agora, ela [a neta] não trouxe nada, e não sei nem se ela faz alguma atividade aí dentro”, declarou, em frente ao Cmei (Centro Municipal de Educação Infantil) Padre Renato Machioro.

A prefeitura informou que, desde 2015, disponibiliza o kit escolar aos estudantes na primeira semana do ano letivo. No entanto, desta vez, a licitação emperrou. Uma das empresas desclassificadas na avaliação de documentação recorreu à Justiça, o que causou um atraso no processo. A administração comunicou que, neste momento, está em fase final de aquisição dos produtos, mas não estipulou um prazo para entregá-los aos alunos.

O Executivo ainda ressaltou que, mesmo sem o kit, tem oferecido às crianças os materiais que elas precisam para estudar. Porém, isso não tira a preocupação de Flávia. “[A criança] vai deixar de aprender se o material necessário não estiver em poder deles”, comentou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!