22 de outubro de 2021 Atualizado 18:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Nova Odessa

Duas semanas depois do incêndio no Viveiro Municipal, rescaldo segue

Secretaria Municipal de Meio Ambiente instaurou um procedimento administrativo para apurar a ocorrência de fogo

Por Pedro Heiderich

07 set 2021 às 10:53

Incêndio aconteceu no último dia 21 e é investigado – Foto: Divulgação/Prefeitura de Nova Odessa

Duas semanas após um incêndio de grandes proporções atingir o Viveiro Municipal do Guarapari, em Nova Odessa, o trabalho de rescaldo continuou no local nesta sábado (4).

Segundo a prefeitura, equipes seguem diariamente fazendo o rescaldo da “montanha” incendiada de galhos, restos de podas e material orgânico acumulado na área do Viveiro, mantido pela Prefeitura de Nova Odessa no bairro de chácaras situado na região da Fazenda Velha.

O prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), acompanhou mais um dia de trabalho da Defesa Civil e dos bombeiros civis voluntários no local, agradecendo o empenho das equipes e até ajudando nas ações.

“O trabalho de rescaldo vai continuar diariamente no local enquanto for necessário”, adiantou o chefe do Executivo.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O coordenador da Defesa Civil Municipal, Vanderlei Vanag, esclareceu que a fumaça que ainda saia da área atingida era decorrente da “queima lenta” do material orgânico incendiado no último dia 21, como é comum em situações assim, que envolvem lenha “aterrada”.

“Desenterrar” o material para alcançar os níveis mais baixos do volume acumulado apenas causaria novos focos de incêndio, conforme as brasas tivessem contato com o oxigênio do ar, explicou.

A Polícia Civil já realizou a perícia. “As investigações vão continuar para determinar se o incêndio de sábado à noite foi criminoso ou não. E se foi criminoso, vamos instaurar um inquérito para tentar apontar sua eventual autoria”, diz o delegado do município, Diego Bini.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente instaurou um procedimento administrativo para apurar a ocorrência de fogo na área verde.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Ecopontos
O Viveiro segue fechado ao depósito de restos de poda por populares, mas, segundo a pasta, a população não está sendo prejudicada porque pode continuar utilizando os dois Ecopontos da cidade, que seguem aptos a receber até 1 metro cúbico de resíduos orgânicos por pessoa.

Um dos pontos está no Residencial Triunfo, e o segundo, no Monte das Oliveiras. O funcionamento é de segunda-feira a domingo, das 7h às 19h.

A Secretaria de Meio Ambiente esclareceu ainda que desde o início deste ano não há mais o “despejo” de novos restos de podas no Viveiro, apenas o trabalho de trituração dos restos de vegetação em máquina existente no local, para produção de adubo através de compostagem.

Publicidade