09 de agosto de 2022 Atualizado 17:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Nova Odessa

Diretora de escola é alvo de sindicância após post nas redes sociais

Prefeitura de Nova Odessa acusa servidora de ser desleal com o governo municipal

Por Maria Eduarda Gazzetta

02 de agosto de 2022, às 07h13

A diretora da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Professora Alvina Maria Adamson, no São Jorge, em Nova Odessa, Miriam Carceliano de Almeida, virou alvo de uma sindicância da prefeitura após publicar em uma rede social, na última segunda-feira, um ofício sobre uma dívida de cerca de R$ 20 mil da escola junto a comerciantes.

O LIBERAL apurou que a administração deveria ter enviado para unidade verbas do programa Redde (Repasse Dinheiro Direto na Escola) em março deste ano, o que ainda não teria sido feito na semana passada.

Diretora publicou dívida da escola com o comércio da cidade – Foto: Marcelo Rocha / LIBERAL

A sindicância foi publicada na última sexta, no Diário Oficial, e acusa a servidora pública de ser desleal com o governo e de induzir pessoas a erros. A portaria foi assinada pelo chefe do Executivo, Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), e pelo secretário de Governo, Robson Fontes Paulo.

A comissão formada por servidores terá o prazo de 45 dias, a partir da data da publicação do documento, para concluir a apuração dos fatos.
O LIBERAL entrou em contato com a diretora. Ela informou que não foi notificada sobre a sindicância e irá se manifestar e justificar os motivos quando recebê-la.

RECURSOS. De acordo com a lei nº 3.513, de 24 de março de 2022, aprovada pelos vereadores no mesmo mês, a prefeitura deveria repassar, a partir da sanção, recursos às escolas.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

De acordo com a administração, que reforçou a resposta nesta segunda, a nova lei foi necessária porque o TCE (Tribunal de Contas do Estado) havia apontado irregularidade no formato anterior.

RESPOSTA. O Executivo informou que a primeira parte do repasse, que será retroativo, foi realizada nesta segunda. No total, 20 creches e escolas municipais receberam R$ 327.970 referentes aos meses de março, abril, maio e junho deste ano.

A administração adiantou que o próximo repasse está previsto para o dia 10 de agosto referente ao terceiro trimestre (julho a setembro), no valor total de R$ 245.965.

Publicidade