DIG descobre fábrica clandestina de álcool em gel em Nova Odessa

Havia no local 1.650 frascos prontos e 2 mil litros de álcool puro que seriam usados na fabricação do produto para venda ilegal


Vídeo:

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana descobriu uma fábrica clandestina de álcool em gel falsificado na área industrial de Nova Odessa, na tarde desta terça-feira (24). O grupo que trabalhava na produção – entre oito e dez pessoas – foi levado à delegacia, segundo o delegado José Donizeti de Melo.

Ainda não se sabe se ficarão presos. De acordo com o delegado, o local é uma indústria que trabalha com resina e as pessoas encontradas trabalham lá. A fábrica funciona na Rua Ivy Reibel, em um conjunto de barraões industriais.

Foto: DIG / Divulgação
Fábrica clandestina funcionava em Nova Odessa

Quando a polícia chegou, havia 1.650 frascos de 500 ml prontos, 2 mil litros de álcool puro e 60 quilos de um produto que eles adicionavam ao álcool para torná-lo gelatinoso.

A DIG descobriu a fábrica clandestina após uma denúncia. O delegado acredita que eles iniciaram a produção aproveitando-se da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Ele ainda não sabe se a indústria vendia o álcool em gel para estabelecimentos como farmácias e mercados ou se os repassava no varejo. Essas informações serão apuradas.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora