Confeiteiro perde R$ 2,5 mil ao comprar moto pelo WhatsApp

Ele disse que viu o anúncio de uma CG Titan 150 em um site de ofertas e entrou em contato por meio do WhatsApp com o vendedor


Um confeiteiro de 20 anos perdeu R$ 2,5 mil ao negociar a compra de uma moto pelo WhatsApp após ver um anúncio pela Internet. O rapaz, morador de Nova Odessa, registrou um boletim de ocorrência de estelionato na noite de sexta-feira.

Ele disse que viu o anúncio de uma CG Titan 150 em um site de ofertas e entrou em contato por meio do WhatsApp com o vendedor, que disse ser da cidade de Santa Rita do Passa Quatro (SP). A moto custava R$ 2,5 mil e ele foi orientado a fazer um depósito de R$ 1,5 mil para receber o veículo.

Ele depositou o valor na quinta-feira, e na sexta-feira o vendedor fez novo contato pelo WhatsApp dizendo que o depósito não havia sido compensado.

Para receber a moto, o confeiteiro teria de fazer novo depósito de R$ 1 mil, que ele efetuou também na sexta-feira, para outra conta em nome de outra pessoa. Depois deste segundo depósito, o confeiteiro foi informado de que a moto chegaria em sua casa em duas horas.

A moto não chegou e a vítima fez novo contato com o vendedor, que o informou que a entrega seria agilizada por meio de um despachante. O veículo, porém, não foi entregue.

O número foi bloqueado e ele não conseguiu mais contato com o suposto vendedor. De acordo com a vítima, durante a negociação foi emitido até um contrato particular de compra e venda.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora