03 de agosto de 2020 Atualizado 22:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Dia 31

Comissão Processante que investiga Carol Moura marca oitivas

Depois de ouvir as testemunhas, será a vez de convocar a própria vereadora para prestar esclarecimentos sobre o caso de furto

Por André Rossi

15 jan 2020 às 13:32

A CP (Comissão Processante) da Câmara de Nova Odessa que apura a conduta da vereadora Carol Moura (Podemos) agendou para dia 31, às 8 horas, as oitivas das dez testemunhas de defesa. A deliberação aconteceu durante reunião dos membros da comissão nesta segunda-feira.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Clique aqui e envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

De acordo com o presidente da CP, Elvis Ricardo Maurício Garcia, o Pelé (PSB), depois de ouvir as testemunhas, será a vez de convocar a própria vereadora para prestar esclarecimentos.

Foto: Divulgação
Carol Moura pediu autorização para a Justiça e está viajando na Europa

A última etapa é a elaboração do relatório final, que vai para votação em plenário. A comissão foi formada em dezembro e tem 90 dias para concluir os trabalhos.

O pedido de CP se baseou no fato de Carol Moura ter sido detida em flagrante em 17 de fevereiro de 2019, supostamente tentando levar cinco peças de roupa avaliadas em R$ 925 da loja Zara, no shopping Dom Pedro.

O caso foi parar na 3ª Vara Criminal de Campinas e está suspenso por dois anos graças a um acordo firmado em 4 de junho.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Uma das restrições impostas é de que a vereadora não pode se ausentar da cidade por mais de oito dias. Por isso, ela precisou pedir autorização na Justiça para poder viajar com a família para Barcelona, na Espanha, e Ceret, na França.

O pedido foi aceito e ela embarcou em 1º de janeiro; o retorno será dia 24.