21 de abril de 2021 Atualizado 00:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Nova Odessa

Abandono da Estrada São Gonçalo, em Nova Odessa, dificulta tráfego de veículos

Lixo, entulho e chão irregular tornam a travessia do trecho de terra da via um desafio para os motoristas

Por Heitor Carvalho

06 abr 2021 às 17:05 • Última atualização 07 abr 2021 às 13:19

O trecho em questão tem cerca de 800 metros de terra - Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG

A má conservação da estrada vicinal São Gonçalo, que liga os municípios de Nova Odessa e Sumaré, tem gerado reclamações de moradores e frequentadores do local.

O trecho em questão tem cerca de 800 metros de terra que vai da Escola Municipal Simão Welsh, no Jardim Santa Rita II, em Nova Odessa, até o limite com o município de Sumaré, na avenida Joaquim Cardoso de Toledo, no Jardim das Palmeiras, em Sumaré.

O aposentado Sidnei Noveletto, de 77 anos, mora em Sumaré, mas mantém um sítio em Nova Odessa. Por conta disso, ele precisa usar a via quase que diariamente.

“As pessoas estão jogando muito lixo e entulho, até o ponto em que isso está estreitando a via e não dá para passar dois carros de uma vez por conta disso”, reclama.

Além disso, segundo o reclamante, a via precisa de manutenção, pois o chão está irregular, o que também dificulta o tráfego de veículos. “Tem dia que eu prefiro ir por dentro de Nova Odessa do que passar por ali”, afirmou Sidnei.

Segundo a Secretaria de Obras de Nova Odessa, trata-se de um local utilizado de forma recorrente por populares para o descarte irregular de lixo e entulho. A equipe deve passar novamente neste local até o final da próxima semana.

“Temos dois ecopontos em funcionamento no município, onde as pessoas podem descartar seu entulho e objetos inservíveis de forma gratuita, mas infelizmente, algumas pessoas ainda insistem em jogar entulho em nossas estradas rurais”, trouxe a nota.

O trecho sumareense já foi alvo de uma reportagem do LIBERAL no dia 23 de março. Na época, a Prefeitura de Sumaré disse que o serviço de limpeza da área já consta no cronograma da Secretaria de Serviços Públicos.

Quanto ao asfalto, a informação é de que a avenida será contemplada via PRC (Programa de Recape Contínuo) dentro do cronograma das Secretarias de Obras.

Publicidade