Jovem de 21 é vítima de quatro tiros

Vítima estava em frente da sua residência no Nova Terra, em Sumaré, e permanece internado em estado grave


O jovem J.H.A., de 21 anos, foi vítima de uma tentativa de homicídio na madrugada desta quinta-feira (31) no Loteamento Nova Terra, em Sumaré. Ele levou quatro tiros e foi socorrido pela mãe, em frente à residência. Ele continua internado em estado grave no Hospital Estadual de Sumaré.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado ontem, às 5 horas, os policiais militares foram chamados à Rua Benedito Nogueira de Almeida, no Loteamento Nova Terra, em Sumaré pela mãe da vítima.

Ela contou por telefone que o filho chegou de um churrasco na casa de amigos, entrou na casa, pegou o celular da irmã e foi sentar na calçada para acessar as redes sociais. “Ele tem mania de ficar batendo papo com os amigos no Facebook. Já estávamos todos dormindo quando ouvimos os disparos”, conta.

A mãe acordou assustada e foi orientada pelo outro filho a não sair da casa. “Mas eu quis saber o que estava acontecendo. Quando abri a porta ele já veio de encontro, baleado, pedindo socorro, falando ‘mãe me ajuda! Mãe me ajuda!’ e desfalecendo porque estava perdendo muito sangue”, recorda.

Segundo ela, o jovem está internado na UTI em estado grave e em coma induzido. Duas balas ainda estão alojadas no jovem, inclusive uma próxima a coluna.

A dúvida agora de familiares e amigos é a motivação do ato violento. “O J. é um menino contente, brincalhão, nasceu e foi criado ali. O dia inteiro é colega chamando para ir jogar bola, para ir na pracinha, bater papo, ir na casa de outro amigo. Ele é se dá bem com todo o mundo por isso estamos sem saber o porquê e quem é essa pessoa”, destaca a mãe, acrescentando que o filho deve ter visto o atirador “porque foi de cima para baixo, a pessoa desceu do carro. A polícia não falou nada por enquanto, só perguntou se ele mexia com droga. Ele estava desempregado, mas fazia bico de ajudante de pedreiro, pintor e não mexia com droga nenhuma.”

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora