Suspeito de matar casal é encontrado morto em Hortolândia

Celio Marques de Sousa era o principal suspeito do assassinato de sua ex-esposa, Fernanda Dias Marques de Sousa, e do montador Rafael Martins Nobre


O vendedor Celio Marques de Sousa, de 31 anos, principal suspeito do assassinato de um casal no Jardim Amanda I, em Hortolândia, foi encontrado enforcado em uma área de mata da Estrada Geraldo Costa Camargo, em Hortolândia, nesta quinta-feira (24). A informação é da 4ª Companhia da PM (Polícia Militar).

A perícia da Polícia Civil foi acionada para comparecer ao local e a ocorrência ainda estava em andamento até a publicação desta matéria. A PM não informou como chegou ao local, nem o horário em que o corpo foi encontrado. A suspeita é de que o homem tenha cometido suicídio, o que só será confirmado após o trabalho técnico da perícia.

Na noite desta quarta-feira (23), por volta das 18h40, a auxiliar de produção Fernanda Dias Marques de Sousa, de 26 anos, e o montador Rafael Martins Nobre, de 29 anos, foram assassinados a tiros na frente da casa dela, que fica na Rua Eusébio de Queiroz.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

Souza, ex-marido de Fernanda, era o principal suspeito do crime. Separados desde dezembro, eles assinaram o divórcio em março deste ano.

De acordo com o boletim de ocorrência, testemunhas disseram que Souza se aproximou do casal, efetuou os disparos e fugiu em um VW Kombi. Fernanda e o ex-marido têm dois filhos, um menino de 6 e outro de 9 anos.

A auxiliar de produção estava em um relacionamento com Rafael, mas o ex-marido não aceitava e a havia ameaçado em pelo menos uma oportunidade, segundo uma amiga da vítima ouvida pelo LIBERAL.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

“Ele disse que se ela não ficasse com ele, não ficaria com mais ninguém”, disse a amiga, que pediu anonimato.

A PM (Polícia Militar) localizou a Kombi em uma estrada que liga o bairro São Sebastião ao bairro São Bento. Dentro do veículo, foram localizados um telefone celular e um documento de divórcio consensual.

Os corpos do casal ainda não tinham sido liberados para o sepultamento até a manhã desta quinta.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora