Prefeitura fecha parceria para construir Centro de Cuidado ao Idoso

Empresa farmacêutica EMS vai investir R$ 7 milhões na construção do prédio, que será gerido pela prefeitura


A Prefeitura de Hortolândia fechou uma parceria com a EMS para a construção do primeiro CCI (Centro de Cuidado ao Idoso) da cidade. A obra será bancada pela empresa farmacêutica, em um investimento de R$ 7 milhões, segundo a prefeitura, que será a responsável por administrar o espaço.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Hortolândia
Reunião no dia 29 de maio discutiu os detalhes do projeto arquitetônico

As informações foram divulgadas pelo governo Angelo Perugini (PDT) no final do mês de maio, quando as partes se reuniram para discutir os detalhes do projeto arquitetônico, que ainda não está concluído. Por esse motivo, não há previsão de quando a obra será iniciada.

A prefeitura cederá um terreno que fica na Rua Antonio Gazzetta, 181, no Jardim Terras de Santo Antonio, e a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social fará a gestão do CCI após a conclusão da obra. A idealizadora do projeto é a Paróquia São João Paulo II, cuja parceria com o município foi oficializada em fevereiro.

O espaço terá abrigo permanente para pessoas em vulnerabilidade social com 60 anos ou mais, além de “creche para idosos”, das 7h às 18h. A unidade terá capacidade para atender de 60 a 100 idosos, que deverão estar inscritos no Cadastro Único e com recomendação judicial de medidas protetivas.

O secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno, afirmou que o investimento mensal em cada idoso será na faixa de R$ 2,5 mil. Ele garantiu que a EMS não exigiu nenhum tipo de dedução fiscal para realizar a obra.

“A EMS já faz esse tipo de parceria com a prefeitura. Ela já construiu uma escola, que fica no Jardim Interlagos, e faz parte da política de responsabilidade social da empresa essa ajuda para levantar projetos sociais, educacionais, e agora com o cuidado ao idoso”, afirmou Bueno.

A EMS foi procurada para confirmar as informações, mas a assessoria de imprensa informou que a empresa “não comenta projetos em andamento”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora