Prefeitura abre licitação para reforma do Hospital Municipal

Obra deve ampliar a capacidade do hospital para 100 leitos, criar dez vagas de UTI Adulto e terá ainda a implantação do serviço de tomografia


A Prefeitura de Hortolândia informou nesta quinta-feira (8) que foi publicado o edital de licitação para a contratação de uma empresa para a realização das obras de reforma do Hospital Municipal Mário Covas, em processo que deve ser concluído dentro de um mês.

Ao todo devem ser investidos R$ 12,5 milhões na reforma, que terá prazo inicial de duração de 18 meses, e contará com uma reestruturação geral no local, permitindo a ampliação do número de leitos de 62 para 100, incluindo dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto.

Foto: Prefeitura de Hortolândia / Divulgação
Projeto das obras do Hospital Mário Covas, em Hortolândia

A obra também prevê a instalação de um tomógrafo na unidade, que terá contribuição direta na melhoria da qualidade dos serviços prestados.

Sobre a estrutura em si, o acesso de pacientes será modificado visando a acessibilidade, deixando a entrada no mesmo nível da rua. Também haverá substituição das redes elétricas, hidráulicas e sistema de ar condicionado, além de mudanças de lugares de alguns setores.

Os investimentos possibilitarão, ainda, a ampliação de quatro para cinco salas cirúrgicas, o que aumenta a capacidade para a realização de cirurgias. Atualmente, o hospital realiza cerca de 120 cirurgias eletivas por mês, além de 130 partos, muitos deles realizados em centro cirúrgico.

A prefeitura destaca ainda que esta é a primeira grande obra no Hospital Municipal, que foi construído há 15 anos. Após a conclusão dos trabalhos, a classificação da unidade subirá para um perfil de média complexidade, com aumento da resolutividade assistencial.

“Nossa meta é melhorar o atendimento e oferecer serviços de qualidade para a população, que tanto precisa do hospital. Com a abertura da licitação para contratar a empresa, estamos dando mais um passo para transformar esse sonho em realidade”, enalteceu o prefeito Ângelo Perugini.

Obstetrícia

No novo projeto, as gestantes terão na unidade um acesso exclusivo, separado do restante dos pacientes e, além disso, serpa criado o Centro de Parto Normal (CPN), com três novos leitos individuais, sendo um deles equipado com uma banheira para estímulo ao parto natural.

Para bebês de precisem de cuidados especializados, o hospital terá também três leitos de UCI (Unidade de Cuidados Intermediários) neonatal.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora